Gostou do artigo? Compartilhe!

Grávidas que ingerem duas xícaras de café ao dia ou mais podem ter um risco duas vezes maior de abortamento

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Grávidas que ingerem duas xícaras de café ao dia ou mais podem ter um risco duas vezes maior de abortamento1 quando comparadas àquelas que evitam cafeína. Estudo publicado no American Journal of Obstetrics and Gynecology revela que a ingestão de 200 miligramas ou mais de cafeína por dia, ou o equivalente a duas xícaras de café, pode aumentar o risco de aborto em gestantes.

 

Mulheres que pretendem engravidar, ou que já estão grávidas, devem parar de tomar café três meses antes de engravidar ou durante todo o período gestacional, segundo orientação do Dr. De-Kun Li - coordenador do estudo. A equipe de pesquisadores americanos avaliou 18 estudos. Destes, 15 encontraram associação entre a ingestão de cafeína durante a gravidez2 e um maior risco de abortamento1. Mas o fato de que muitas mulheres evitam café durante a gravidez2 - devido às náuseas3 que ele causa em gestantes - pode ter criado um viés na avaliação dos resultados. Levando isto em consideração, sua equipe conduziu uma nova pesquisa.

 

Foram envolvidas no estudo 1063 mulheres grávidas associadas ao plano de saúde4 Kaiser Permanente, em São Francisco, no período de outubro de 1996 a outubro de 1998. Estas mulheres não modificaram seu consumo de café durante a gestação. Os resultados mostraram que o consumo equivalente a duas xícaras de café ao dia ou mais foi associado a um risco duas vezes maior de abortamento1. Este risco parece estar relacionado à cafeína, mais do que a outros componentes químicos do café, pois os cientistas também observaram um risco aumentado de aborto quando a cafeína era ingerida através de bebidas gasosas, chá ou chocolate.

 

Outros pesquisadores já haviam associado a cafeína à imaturidade metabólica do feto5 e à diminuição do fluxo sangüíneo para a placenta, o que pode levar a danos fetais.

 

Fonte: American Journal of Obstetrics and Gynecology

NEWS.MED.BR, 2008. Grávidas que ingerem duas xícaras de café ao dia ou mais podem ter um risco duas vezes maior de abortamento. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/12951/gravidas-que-ingerem-duas-xicaras-de-cafe-ao-dia-ou-mais-podem-ter-um-risco-duas-vezes-maior-de-abortamento.htm>. Acesso em: 13 dez. 2019.

Complementos

1 Abortamento: Interrupção precoce da gravidez, espontânea ou induzida, seguida pela expulsão do produto gestacional pelo canal vaginal (Aborto). Pode ser precedido por perdas sangüíneas através da vagina.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
Gostou do artigo? Compartilhe!