Gostou do artigo? Compartilhe!

Pediatrics: vacinação contra a gripe pode prevenir mortes associadas à influenza em crianças e adolescentes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O acompanhamento de óbitos pediátricos associados à gripe1 confirmados em laboratório desde 2004 mostrou que a maioria das mortes ocorre em crianças não vacinadas. Este estudo com publicação online pelo periódico Pediatrics avaliou se a vacinação contra a gripe1 reduziu o risco de morte associada à influenza2 em crianças e adolescentes.

Saiba mais sobre a "Gripe1" e "Por que vacinar".

Realizou-se uma análise de coorte3 comparando a adoção de vacinação entre crianças que apresentaram mortes associadas à gripe1 confirmadas laboratorialmente com a cobertura vacinal estimada entre as coortes pediátricas nos Estados Unidos. A vacinação de casos e o estado de alto risco foram determinados por investigação de caso. As estimativas de cobertura da vacinação contra a gripe1 foram obtidas a partir de dados de pesquisas nacionais ou de uma base de dados nacional de planos de saúde4. Foram estimados odds ratios de regressão logística comparando as probabilidades de vacinação entre os casos e controles. Utilizou-se métodos bayesianos para calcular intervalos de confiança (IC) de 95% para a eficácia da vacina5 (VE), calculada como (1 - odds ratio) × 100.

De julho de 2010 a junho de 2014, 358 mortes pediátricas associadas à gripe1 confirmadas por laboratório foram relatadas entre crianças de 6 meses a 17 anos. O estado de vacinação foi determinado para 291 mortes; 75 (26%) receberam a vacina5 antes do início da doença. A cobertura média de vacinação nas coortes da pesquisa foi de 48%. A VE global contra a morte foi de 65% (IC 95%, 54% a 74%). Entre 153 mortes em crianças com condições médicas subjacentes de alto risco, 47 (31%) foram vacinadas. A VE entre crianças com alto risco foi de 51% (IC 95%, 31% a 67%), comparado com 65% (IC 95%, 47% a 78%) entre crianças sem condições de alto risco.

Conclui-se que a vacinação contra a gripe1 foi associada com a redução do risco de morte pediátrica associada à gripe1 confirmada laboratorialmente. O aumento da vacinação contra a gripe1 poderia prevenir mortes associadas à influenza2 em crianças e adolescentes.

 

Fonte: Pediatrics, publicação online de 03 de abril de 2017

 

NEWS.MED.BR, 2017. Pediatrics: vacinação contra a gripe pode prevenir mortes associadas à influenza em crianças e adolescentes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1293883/pediatrics-vacinacao-contra-a-gripe-pode-prevenir-mortes-associadas-a-influenza-em-criancas-e-adolescentes.htm>. Acesso em: 19 set. 2019.

Complementos

1 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
2 Influenza: Doença infecciosa, aguda, de origem viral que acomete o trato respiratório, ocorrendo em epidemias ou pandemias e frequentemente se complicando pela associação com outras infecções bacterianas.
3 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
Gostou do artigo? Compartilhe!