Gostou do artigo? Compartilhe!

Análise de proteínas sangüíneas indica, com 90% de acurácia, se uma pessoa desenvolverá a doença de Alzheimer

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo publicado na revista Nature Medicine revela que a análise de proteínas1 encontradas no plasma2 sangüíneo identifica com 2 a 6 anos de antecedência se um indivíduo vai apresentar a doença de Alzheimer3. Hoje só é possível diagnosticar esta condição através da exclusão de outras patologias que levam à perda cognitiva4.

A pesquisa coordenada por Tony Wyss-Coray, professor da Universidade de Stanford, na Califórnia, testou o sangue5 de 249 pessoas - indivíduos saudáveis, com sintomas6 precoces de Alzheimer7 ou em estágios avançados da doença. Foram analisadas 120 proteínas1 encontradas no plasma2 sangüíneo e que funcionam como mensageiros químicos entre células8 sangüíneas, neurônios9 e células8 do sistema imunológico10. Os participantes da pesquisa portadores do mal de Alzheimer7 e os que desenvolveram a doença poucos anos depois do exame apresentaram uma concentração elevada de 18 proteínas1 no plasma2.

Os participantes foram acompanhados por um período de seis anos. Cerca de 90% dos casos de desenvolvimento posterior da doença foram identificados pelo exame. A doença de Alzheimer3 resulta em uma perda progressiva da função cognitiva4 e demência11, afetando uma em cada oito pessoas a partir da idade de 65 anos.

Para ser validada, esta pesquisa deve ser repetida por outros laboratórios independentes. Ainda não existe cura para o mal de Alzheimer7, que atinge mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo, mas o uso precoce de medicamentos reduz os danos neurológicos.

Fonte: Nature

NEWS.MED.BR, 2007. Análise de proteínas sangüíneas indica, com 90% de acurácia, se uma pessoa desenvolverá a doença de Alzheimer. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/11964/analise-de-proteinas-sanguineas-indica-com-90-de-acuracia-se-uma-pessoa-desenvolvera-a-doenca-de-alzheimer.htm>. Acesso em: 15 set. 2019.

Complementos

1 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
2 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
3 Doença de Alzheimer: É uma doença progressiva, de causa e tratamentos ainda desconhecidos que acomete preferencialmente as pessoas idosas. É uma forma de demência. No início há pequenos esquecimentos, vistos pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e por vezes agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta e acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho. Tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as atividades elementares como alimentação, higiene, vestuário, etc..
4 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
5 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
8 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
9 Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO. Sinônimos: Células Nervosas
10 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
11 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
Gostou do artigo? Compartilhe!