Gostou do artigo? Compartilhe!

Anvisa suspende uso do medicamento Neo Zinc

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a fabricação, a comercialização e o uso de todos os lotes do medicamento Neo Zinc, da empresa Inpharma Laboratórios Ltda., com sede em Barueri (SP). A suspensão foi publicada no Diário Oficial de segunda-feira (9/1). A proibição é nacional e os lotes estocados nos hospitais não poderão ser usados.

O Neo Zinc é um composto à base de zinco. A ampola do medicamento é utilizada em bolsas para aplicação de alimentos diretamente nos vasos sanguíneos1. A suspensão do medicamento foi determinada depois que a Rede Nacional para Investigação de Surtos e Eventos Adversos em Serviços de Saúde2 (Reniss) identificou a ocorrência de infecções3 associadas ao uso de bolsas que continham Neo Zinc, a partir de notificações de hospitais dos estados de São Paulo e Paraná.

As investigações constataram um desvio de qualidade no lote K55008 do medicamento. As apurações foram realizadas, simultaneamente, pela Anvisa, pelas farmácias hospitalares que manipularam algumas das bolsas, pelos profissionais dos hospitais e das Comissões de Controle de Infecção4 Hospitalar das instituições envolvidas e pelas Vigilâncias Sanitárias Estaduais.

O fabricante já iniciou o recolhimento do lote K55008 do Neo Zinc e alegou que houve contaminação microbiológica5 do lote.

Durante as investigações, outras irregularidades foram encontradas, incluindo problemas no contrato de terceirização da fabricação do produto Neo-Zinc, entre a empresa Inpharma Laboratórios Ltda. e a Eurofarma Laboratórios Ltda., o que motivou, como medida preventiva, a suspensão de todos os lotes do medicamento.

Fonte: Ministério da Saúde2

NEWS.MED.BR, 2006. Anvisa suspende uso do medicamento Neo Zinc. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/967/anvisa+suspende+uso+do+medicamento+neo+zinc.htm>. Acesso em: 28 nov. 2020.

Complementos

1 Vasos Sanguíneos: Qualquer vaso tubular que transporta o sangue (artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias).
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Microbiológica: Referente à microbiologia, ou seja, à especialidade biomédica que estuda os microrganismos patogênicos, responsáveis pelas doenças infecciosas, englobando a bacteriologia (bactérias), virologia (vírus) e micologia (fungos).
Gostou do artigo? Compartilhe!