Gostou do artigo? Compartilhe!

Mais de 50% da população brasileira está acima do peso e 17% já são obesos, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde1, revela que 51% da população brasileira está acima do peso. Em 2006, este percentual era de 43%. Os homens são a maioria, 54%. Entre as mulheres, o índice chega a 48%.

Pela primeira vez, o percentual de brasileiros com excesso de peso supera mais da metade da população. A pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostra que 51% da população (acima de 18 anos) está acima do peso ideal. Em 2006, o índice era de 43%.

O estudo também revela que a obesidade2 cresceu no país, atingindo o percentual de 17% da população. Em 2006, quando os dados começaram a ser coletados pelo Ministério, o índice era de 11%. O aumento atinge tanto a população masculina quanto a feminina. Atualmente, 18% das mulheres estão obesas. Entre os homens, a obesidade2 é de 16%.

O estudo mostra os novos hábitos da população e é um importante para o desenvolvimento de políticas públicas de saúde1. A pesquisa entrevistou 45,4 mil pessoas em todas as capitais e no Distrito Federal, entre julho de 2012 e fevereiro de 2013.

O ministro da Saúde1, Alexandre Padilha, afirmou que se não tomarmos as providências necessárias, corremos o risco de chegar a patamares de obesidade2 como os do Chile e dos Estados Unidos.

Apesar de a obesidade2 estar relacionada a fatores genéticos, há importante influência significativa do sedentarismo3 e de padrões alimentares inadequados. O consumo de frutas e hortaliças está sendo deixado de lado por uma boa parte dos brasileiros. Apenas 22,7% da população ingerem a porção diária recomendada pela Organização Mundial da Saúde1 (OMS), de cinco ou mais porções ao dia. Outro indicador que preocupa é o consumo excessivo de gordura saturada4: 31,5% da população não dispensam a carne gordurosa e mais da metade (53,8%) consome leite integral regularmente. Os refrigerantes também têm consumidores fieis - 26% dos brasileiros tomam esse tipo de bebida ao menos cinco vezes por semana.

Na faixa etária entre 18 e 24 anos, 28% da população está acima do peso ideal, a proporção quase dobra na faixa etária dos 35 anos aos 44 anos, atingindo 55%. O percentual de obesidade2 acompanha este crescimento e mais que dobra se comparados os dois períodos: 7% para 19%, respectivamente. Com o passar dos anos, os brasileiros também tendem a diminuir a prática da atividade física: 47% dos jovens com idade entre 18 a 24 anos se exercitam regularmente. E entre 35 a 44 anos, o índice cai para 31%.

A pesquisa Vigitel apontou menores frequências de obesidade2 e excesso de peso entre pessoas com mais anos de estudo.

O Índice de Massa Corporal5 (IMC6) é uma forma para conhecer o estado nutricional do indivíduo. Para calculá-lo, basta dividir o peso em quilogramas pelo quadrado da altura em metros (IMC6 = peso / altura x altura). O IMC6 é apenas um indicativo para descobrir se uma pessoa está ou não está no peso ideal. Outros fatores como sexo, idade, condicionamento físico devem ser levados em conta.

Calcule o seu IMC6:

 

Fonte: Ministério da Saúde1, em 27 de agosto de 2013

Leia a reportagem na íntegra em: Mais da metade da população brasileira tem excesso de peso

NEWS.MED.BR, 2013. Mais de 50% da população brasileira está acima do peso e 17% já são obesos, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/377290/mais-de-50-da-populacao-brasileira-esta-acima-do-peso-e-17-ja-sao-obesos-segundo-dados-divulgados-pelo-ministerio-da-saude.htm>. Acesso em: 30 mai. 2020.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 Sedentarismo: Qualidade de quem ou do que é sedentário, ou de quem tem vida e/ou hábitos sedentários. Sedentário é aquele que se exercita pouco, que não se movimenta muito.
4 Gordura saturada: Ela é encontrada principalmente em produtos de origem animal. Em temperatura ambiente, apresenta-se em estado sólido. Está nas carnes vermelhas e brancas (principalmente gordura da carne e pele das aves e peixes), leite e seus derivados integrais (manteiga, creme de leite, iogurte, nata) e azeite de dendê.
5 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
6 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
Gostou do artigo? Compartilhe!