Gostou do artigo? Compartilhe!

Quatro casos confirmados de gripe suína no Brasil, segundo informações do ministro da Saúde

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Nesta quinta-feira, o ministro da Saúde1 José Gomes Temporão confirmou que há quatro casos da gripe2 influenza3 A H1N1 (nova denominação para a gripe2 suína) no Brasil. Dois casos estão no estado de São Paulo, um no Rio de Janeiro e outro em Minas Gerais.

Todos os infectados contraíram a doença em outros países e não há evidências, até o momento, de que o vírus4 tenha circulado no país, ou seja, não houve passagem de uma pessoa no Brasil para uma outra pessoa que não esteve fora do país. Mas existem 15 casos suspeitos aguardando o resultado de exames para esta sexta-feira.

O ministro informou que um dos pacientes, de São Paulo, esteve no México entre 17 e 22 de abril e começou a ter os sintomas5 no dia 24. Ficou internado até o dia 4 de maio e passa bem. O segundo paciente paulista infectado, esteve na Flórida e retornou ao Brasil no dia 28 de abril. Não chegou a ser internado, mas foi mantido em isolamento familiar. O paciente de Minas Gerais começou a apresentar sintomas5 ainda no México e permaneceu isolado até o dia 6 de maio. Um rapaz de 21 anos, esteve no México e desembarcou no Rio de Janeiro no dia 3 de maio. Ele permanece internado desde o dia 5 de maio. Todos passam bem e não correm risco de morte ou de transmitir o vírus4 a outras pessoas, já que o período de maior transmissibilidade da doença é de dez dias.

Até o momento, segundo informações da OMS, 25 países têm um total de 2500 casos oficialmente registrados da gripe2 influenza3 A (H1N1). O México confirmou 1204 casos em humanos com 44 mortos pela doença. Os Estados Unidos têm 896 casos confirmados em laboratório, incluindo duas mortes registradas.

Os seguintes países têm casos confirmados da doença, mas sem mortes: Áustria (1), Brasil (4), Canadá (214), China, Região Administrativa Especial de Hong Kong (1), Colômbia (1), Costa Rica (1), Dinamarca (1), El Salvador (2), França (12), Alemanha (11), Guatemala (1), Irlanda (1), Israel (7), Itália (6), Holanda (3), Nova Zelândia (5), Polônia (1), Portugal (1), República da Coréia (3), Espanha (88), Suécia (1), Suíça (1) e Reino Unido (34).

É prudente que pessoas doentes adiem viagens internacionais e pessoas que desenvolvam sintomas5 durante viagens internacionais procurem assistência médica, de acordo com as orientações das autoridades nacionais. Todos devem lavar regularmente as mãos6 com água e sabão e procurar atendimento médico em caso de sintomas5 gripais.

Fontes:
Ministério da Saúde1
World Health Organization
 

Veja na apresentação "Gripe suína" as principais características da doença e saiba como evitá-la.

Gripe2 suína

NEWS.MED.BR, 2009. Quatro casos confirmados de gripe suína no Brasil, segundo informações do ministro da Saúde. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/34648/quatro-casos-confirmados-de-gripe-suina-no-brasil-segundo-informacoes-do-ministro-da-saude.htm>. Acesso em: 16 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
3 Influenza: Doença infecciosa, aguda, de origem viral que acomete o trato respiratório, ocorrendo em epidemias ou pandemias e frequentemente se complicando pela associação com outras infecções bacterianas.
4 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
Gostou do artigo? Compartilhe!