Gostou do artigo? Compartilhe!

Novo medicamento para tratar a tuberculose estará disponível para o SUS no segundo semestre de 2009, segundo Ministro da Saúde

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Sistema Único de Saúde1 (SUS) terá, a partir do segundo semestre de 2009, um novo medicamento para o tratamento da tuberculose2. O medicamento facilita a adesão ao tratamento, anunciou José Gomes temporão, Ministro da Saúde1,  na abertura do 3º Fórum Mundial de Parceiros Stop TB que acontece de 23 a 25 de março no Rio de Janeiro. Hoje, 8% dos pacientes em tratamento o abandonam antes da cura, dificultando o controle da doença por induzirem à resistência bacteriana.

O novo esquema terapêutico, recomendado pela Organização Mundial da Saúde1 (OMS), aumentará o número de drogas de três para quatro e reduzirá a quantidade de comprimidos diários de seis para dois. Trata-se da chamada DFC (dose fixa combinada) ou “quatro em um”, como é popularmente conhecido. É um tratamento mais barato, que facilita a adesão do paciente e o combate à multi-resistência do Bacilo3 de Koch, bactéria4 que provoca a tuberculose2. A duração do tratamento e os efeitos colaterais5 continuam similares.

O 3° Fórum de Parceiros Stop TB é o principal evento mundial que discute as iniciativas para redução da incidência6 da tuberculose2. Este é um movimento global criado para acelerar as políticas públicas para a sua erradicação e é realizado em parceria com a OMS.

No Brasil, a incidência6 da doença é de 38,5 casos por 100 mil habitantes e 1,4% dos brasileiros infectados apresentam bacilo3 multi-resistente. Com um orçamento nacional ampliado em 13 vezes desde 2002, o Ministério da Saúde1 do Brasil planeja erradicar a tuberculose2 como um problema de saúde1 pública até 2050.

Fonte: Portal da Saúde1

NEWS.MED.BR, 2009. Novo medicamento para tratar a tuberculose estará disponível para o SUS no segundo semestre de 2009, segundo Ministro da Saúde. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/30688/novo-medicamento-para-tratar-a-tuberculose-estara-disponivel-para-o-sus-no-segundo-semestre-de-2009-segundo-ministro-da-saude.htm>. Acesso em: 27 fev. 2020.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
3 Bacilo: 1. Bactéria em forma de bastonete. 2. Designação comum às bactérias do gênero Bacillus, cujas espécies são saprófitas ou patogênicas para os seres humanos e para os mamíferos.
4 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!