Atalho: 6IEE5S5
Gostou do artigo? Compartilhe!

H5N1 tem o potencial de causar uma pandemia em humanos, publicado pela Science

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo, publicado pela revista Science, sobre o vírus1 H5N1, relata que mutações potenciais do vírus1 transmissor da gripe2 aviária poderiam permitir o contágio3 de pessoa para pessoa. Até o momento, a gripe2 aviária pode ser transmitida de aves para aves e de aves para humanos, mas não de humanos para humanos - como o que ocorreu com a gripe2 suína (H1N1) em 2009.

Antes da publicação, relatos da mídia sugeriram que a transmissão no ar exige apenas cinco mutações. A realidade é mais complexa. Cada vírus1 teve pelo menos nove mutações, das quais cinco foram compartilhadas por todos. Este quinteto pode ser suficiente para a transmissão, segundo a equipe, mas a grande questão é se uma ou mais das outras mudanças também desempenha um papel importante.

Fonte: Science, de 22 de junho de 2012

 

 

NEWS.MED.BR, 2012. H5N1 tem o potencial de causar uma pandemia em humanos, publicado pela Science. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/305655/h5n1-tem-o-potencial-de-causar-uma-pandemia-em-humanos-publicado-pela-science.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
3 Contágio: 1. Em infectologia, é a transmissão de doença de uma pessoa a outra, por contato direto ou indireto. 2. Na história da medicina, aplica-se a qualquer doença contagiosa. 3. No sentido figurado, é a transmissão de características negativas, de vícios, etc. ou então a reprodução involuntária de reação alheia.
Gostou do artigo? Compartilhe!