Atalho: 6AZA8P8
Gostou do artigo? Compartilhe!

Dengue e dengue hemorrágica: cerca de 40% da população está em risco, segundo dados divulgados pela OMS

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A incidência1 de dengue2 tem crescido em todo o mundo nas últimas décadas. Mais de 2,5 bilhões de pessoas – cerca de 40% da população mundial - estão agora em risco para a doença. A OMS calcula que pode haver 50 a 100 milhões de infecções3 em todo o mundo a cada ano.

A dengue2 é uma infecção4 causada por um vírus5. Existem casos leves e outros potencialmente graves. A dengue2 hemorrágica6 é uma das principais causas de doença grave e morte em crianças na Ásia e na América Latina.

Não há tratamento específico para a dengue2. A detecção precoce e o acesso aos cuidados médicos podem reduzir os casos fatais para menos de 1%. A prevenção e o controle da doença dependem de medidas que controlem efetivamente o vetor, o mosquito Aedes aegypti.

Antes de 1970, apenas nove países sofreram epidemias graves de dengue2. A doença é agora endêmica em mais de 100 países na África, nas Américas, no Mediterrâneo Oriental, Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental. O Sudeste Asiático e as regiões ocidentais do Pacífico são as mais afetadas.

Casos nas Américas, Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental ultrapassaram 1,2 milhão de casos em 2008 e mais de 2,2 milhões em 2010 (com base em dados oficiais apresentados pelo Member States). Recentemente, o número de casos notificados continua a aumentar. Em 2010, 1,6 milhões de casos de dengue2 foram notificados só nas Américas, dos quais 49 mil eram casos de dengue2 hemorrágica6.

Não só o número de casos está aumentando à medida que a doença se espalha, mas surtos explosivos estão ocorrendo. A ameaça de um possível surto de dengue2 já existe na Europa e a transmissão local da dengue2 foi relatada pela primeira vez na França e na Croácia em 2010. Casos importados foram detectados em três outros países europeus.

Estima-se que 500 mil pessoas com dengue2 hemorrágica6 necessitem de hospitalização a cada ano, uma grande proporção das quais são crianças. Cerca de 2,5% das pessoas atingidas morrem.

Fonte: Organização Mundial de Saúde7

NEWS.MED.BR, 2012. Dengue e dengue hemorrágica: cerca de 40% da população está em risco, segundo dados divulgados pela OMS. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/258215/dengue-e-dengue-hemorragica-cerca-de-40-da-populacao-esta-em-risco-segundo-dados-divulgados-pela-oms.htm>. Acesso em: 16 out. 2019.

Complementos

1 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
2 Dengue: Infecção viral aguda transmitida para o ser humano através da picada do mosquito Aedes aegypti, freqüente em regiões de clima quente. Caracteriza-se por apresentar febre, cefaléia, dores musculares e articulares e uma erupção cutânea característica. Existe uma variedade de dengue que é potencialmente fatal, chamada dengue hemorrágica.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
6 Hemorrágica: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!