Atalho: 65A5HN3
Gostou do artigo? Compartilhe!

Tuberculose: relatório da OMS divulga queda no número de pessoas que adoecem e morrem pela doença pela primeira vez

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Relatório da Organização Mundial de Saúde1 (OMS) divulga que está diminuindo, pela primeira vez, o número de pessoas que adoecem de tuberculose2 (TB) a cada ano. Os novos dados também mostram que o número de pessoas que morrem da doença caiu para o menor nível em uma década. No entanto, o progresso atual está em risco, especialmente os esforços para combater a tuberculose2 resistente a medicamentos, devido ao subfinanciamento.

O novo relatório diz que:

  • O número de pessoas que adoeceu com tuberculose2 caiu para 8,8 milhões em 2010, após um pico de cerca de nove milhões em 2005;
  • As mortes por tuberculose2 caíram para 1,4 milhões em 2010, após terem atingido 1,8 milhões em 2003;
  • A taxa de mortalidade3 da tuberculose2 caiu 40% entre 1990 e 2010. E todas as regiões, exceto a África, estão a caminho de atingir um declínio de 50% na mortalidade3 até 2015;
  • Em 2009, 87% dos pacientes tratados foram curados, com 46 milhões de pessoas tratadas com sucesso e sete milhões de vidas salvas desde 1995. No entanto, um terço dos casos de tuberculose2 estimados em todo o mundo não são notificados e, portanto, não se sabe se eles foram diagnosticados e tratados adequadamente.

“Menos pessoas estão morrendo de tuberculose2 e menos estão adoecendo. Este é um grande avanço. Mas não é motivo para complacência”, segundo Ban Ki-moon, Secretário-Geral da ONU, que também diz que "muitos milhões ainda desenvolvem tuberculose2 a cada ano e muitos morrem”.

A Diretora Geral da ONU, Dra. Margaret Chan, disse que “O desafio agora é construir esse compromisso, para aumentar o esforço global e prestar especial atenção à ameaça crescente da tuberculose2 multirresistente".

Progresso espetacular foi feito na China, onde a taxa de mortalidade3 caiu quase 80% entre 1990 e 2010. No Quênia e na Tanzânia, também tem havido um declínio substancial na última década, após um pico ligado à epidemia do HIV4.

O relatório da ONU também apresenta o desenvolvimento promissor de ferramentas para a prevenção, o diagnóstico5 e o tratamento da doença.

Fonte: Organização Mundial de Saúde1

NEWS.MED.BR, 2011. Tuberculose: relatório da OMS divulga queda no número de pessoas que adoecem e morrem pela doença pela primeira vez. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/242995/tuberculose-relatorio-da-oms-divulga-queda-no-numero-de-pessoas-que-adoecem-e-morrem-pela-doenca-pela-primeira-vez.htm>. Acesso em: 18 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
3 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
4 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
5 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
Gostou do artigo? Compartilhe!