Gostou do artigo? Compartilhe!

Treino HIIT proporciona reduções 28,5% maiores na massa gorda total absoluta comparado ao treinamento contínuo de intensidade moderada, em artigo do British Journal of Sports Medicine

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Com o objetivo de comparar os efeitos do treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) e do treinamento contínuo de intensidade moderada (MOD) na adiposidade corporal em humanos e realizar análises de subgrupos que consideram o tipo e a duração do treinamento intervalado em diferentes grupos, foi realizada uma revisão sistemática e metanálise publicada pelo periódico British Journal of Sports Medicine.

Dados de buscas em inglês, espanhol e português das bases de dados eletrônicas PubMed e Scopus foram consultados desde o início até 11 de dezembro de 2017. Os critérios de elegibilidade para seleção de estudos foram: (1) artigos originais, (2) testes em humanos, (3) duração mínima de treinamento de 4 semanas e (4) comparação direta ou indireta dos treinos MOD e HIIT como objetivo primário ou secundário.

Dos 786 estudos encontrados, 41 e 36 foram incluídos na análise qualitativa e metanálise, respectivamente. Análises dentro do grupo mostraram reduções significativas no percentual de gordura1 corporal total (%) (treinamento intervalado: -1,50 [IC 95% -2,14 a -0,86, p<0,00001] e MOD: -1,44 [IC 95% -2,00 a 0,89, p<0,00001]) e em massa gorda2 total absoluta (kg) (treinamento intervalado: −1,58 [IC 95% −2,74 a −0,43, p=0,007] e MOD: −1,13 [IC 95% −2,18 a −0,08, p=0,04]), sem diferenças significativas entre o treinamento intervalado e o MOD para redução do percentual de gordura1 corporal total (−0,23 [IC 95% −1,43 a 0,97], p=0,705). No entanto, houve uma diferença significativa entre os grupos na redução da massa gorda2 total absoluta (kg) (-2,28 [IC 95% −4,00 a −0,56], p=0,0094).

Análises de subgrupos comparando o treinamento intervalado com corrida do tipo sprint (SIT) com protocolos MOD favorecem o SIT para perda de massa gorda2 total absoluta (kg) (−3,22 [IC 95% −5,71 a −0,73], p=0,01). Treinamento supervisionado, caminhada/corrida, idade (<30 anos), qualidade do estudo e duração da intervenção (<12 semanas) influenciam favoravelmente as reduções na massa gorda2 total absoluta (kg) observadas em programas de treinamento intervalado; no entanto, nenhum efeito significativo foi encontrado no percentual de gordura1 corporal total (%). Nenhum efeito de sexo ou índice de massa corporal3 foi observado no total de massa gorda2 absoluta (kg) ou percentual de gordura1 corporal total (%).

Concluiu-se nesta análise que o treinamento intervalado e o MOD reduzem o percentual de gordura1 corporal (%). O treinamento intervalado proporcionou reduções 28,5% maiores na massa gorda2 total absoluta (kg) do que o MOD.

Leia também sobre "Como ganhar massa muscular", "Atividade física", "Benefícios do alongamento" e "Pilates".

 

Fonte: British Journal of Sports Medicine, em fevereiro de 2019.

 

NEWS.MED.BR, 2019. Treino HIIT proporciona reduções 28,5% maiores na massa gorda total absoluta comparado ao treinamento contínuo de intensidade moderada, em artigo do British Journal of Sports Medicine. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1334523/treino-hiit-proporciona-reducoes-28-5-maiores-na-massa-gorda-total-absoluta-comparado-ao-treinamento-continuo-de-intensidade-moderada-em-artigo-do-british-journal-of-sports-medicine.htm>. Acesso em: 27 mai. 2019.

Complementos

1 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
2 Massa gorda: É a porção de massa do organismo constituída de gordura armazenada (encontrada no tecido subcutâneo) e gordura essencial (encontrada nas vísceras, responsável pelo funcionamento fisiológico normal). A massa gorda é o resultado em quilos do percentual de gordura existente no organismo. Por exemplo, um indivíduo de 100 quilos e com percentual de gordura de 38%, pode ter o valor da massa gorda calculado em 38 quilos.
3 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
Gostou do artigo? Compartilhe!