Gostou do artigo? Compartilhe!

Rótulos de bebidas alcoólicas devem conter mais informações sobre os riscos do consumo de álcool para a saúde, o alerta é da RSPH no Reino Unido

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Apenas uma em cada dez pessoas está ciente da ligação entre álcool e câncer1, por exemplo. Cerca de 80% das pessoas não conseguem estimar corretamente as calorias2 contidas em um copo de vinho que consomem. E menos de uma em cada seis pessoas conhecem os protocolos do Governo sobre um consumo mais seguro de álcool.

Saiba mais sobre "Esteatose hepática3", "Pancreatite4" e "Cirrose5 hepática6".

Para facilitar a divulgação deste tipo de informação, a Royal Society for Public Health (RSPH), do Reino Unido, está propondo uma nova abordagem sobre a forma como as bebidas alcoólicas são rotuladas no Reino Unido. O esquema proposto sugere principalmente:

  • A inclusão obrigatória das diretrizes do governo britânico a respeito do consumo de baixo risco de não mais de 14 unidades de álcool por semana, potencialmente incluindo um aviso, parecido ao existente nas embalagens de cigarro, sobre o vínculo do álcool com algumas condições de saúde7, tais como câncer1 de intestino e de mama8. Estes avisos devem aparecer na parte traseira das garrafas de bebidas alcoólicas.
  • Um alerta de segurança sobre dirigir e o uso de bebida alcoólica na parte da frente das garrafas de bebidas - a pesquisa da RSPH indica que avisos explícitos como este são especialmente prioritários para jovens consumidores de álcool e grupos socioeconômicos mais carentes.
  • A inclusão da quantidade de calorias2 por recipiente vendido ou por dose servida no rótulo da garrafa também na parte da frente - a pesquisa da RSPH indica que isso pode resultar em uma oscilação de quase 10% nas decisões de compra do consumidor de bebidas alcoólicas, em todas as categorias de bebidas e em todos os grupos socioeconômicos.
  •  

    Fonte: Royal Society for Public Health (RSPH), em 5 de fevereiro de 2018

    O documento completo pode ser lido em: Labelling the point

 

NEWS.MED.BR, 2018. Rótulos de bebidas alcoólicas devem conter mais informações sobre os riscos do consumo de álcool para a saúde, o alerta é da RSPH no Reino Unido. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1312658/rotulos-de-bebidas-alcoolicas-devem-conter-mais-informacoes-sobre-os-riscos-do-consumo-de-alcool-para-a-saude-o-alerta-e-da-rsph-no-reino-unido.htm>. Acesso em: 19 ago. 2019.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Calorias: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc.
3 Esteatose hepática: Esteatose hepática ou “fígado gorduroso“ é o acúmulo de gorduras nas células do fígado.
4 Pancreatite: Inflamação do pâncreas. A pancreatite aguda pode ser produzida por cálculos biliares, alcoolismo, drogas, etc. Pode ser uma doença grave e fatal. Os primeiros sintomas consistem em dor abdominal, vômitos e distensão abdominal.
5 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
6 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
8 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
Gostou do artigo? Compartilhe!