Atalho: 5RC9ZGN
Gostou do artigo? Compartilhe!

Saúde amplia distribuição de anticoncepcionais

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Ministério da Saúde1, visando ampliar a nova política de planejamento familiar do país, aumentou a distribuição de métodos contraceptivos não cirúrgicos para 5.232 cidades na rede do Sistema Único de Saúde1 (SUS). A nova remessa, que custou R$ 4,84 milhões ao ministério, inclui 7,5 milhões de cartelas de pílulas combinadas de baixa dosagem, 750 mil cartelas de minipílulas, que podem ser usadas por mulheres em fase de amamentação2, e 62 milhões de preservativos masculinos.

A meta estabelecida pela Política Nacional de Direitos Sexuais e Reprodutivos, lançada em março deste ano, de suprir progressivamente 100% da demanda por métodos contraceptivos reversíveis na rede pública de saúde1 está prestes a ser alcançada. Até então, o Ministério da Saúde1 era responsável apenas por garantir de 30% a 40% do abastecimento de anticoncepcionais no SUS. A estimativa é que o custo da distribuição dos métodos para todo o país fique, em 2005, em torno de R$ 40 milhões e beneficie cerca de 40 milhões de pessoas.

As remessas do Ministério da Saúde1 são suficientes para um período de três meses e o próximo envio está marcado para o mês de setembro, quando serão entregues medicamentos suficientes para seis meses. O pregão para compra desses novos métodos aconteceu no último dia 16 de junho. Ao todo, foram adquiridos 25 milhões de cartelas de pílula combinada, 1,21 milhão de cartelas de minipílula, 200 mil cartelas de pílula de emergência3 e 800 mil ampolas de injetável mensal. Esta compra representa um investimento de R$ 14,9 milhões.

Além disso, o Ministério da Saúde1 adquiriu, através de termo de cooperação com a Organização Panamericana de Saúde1 (Opas), 176 mil unidades de DIU e 250 mil ampolas de injetável trimestral. Esta compra, efetuada para o período de um ano, totalizou R$ 950,1 mil.

Fonte: Ministério da Saúde1

NEWS.MED.BR, 2005. Saúde amplia distribuição de anticoncepcionais. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/943/saude-amplia-distribuicao-de-anticoncepcionais.htm>. Acesso em: 22 set. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
3 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
Gostou do artigo? Compartilhe!