Atalho: 5RCA0OV
Gostou do artigo? Compartilhe!

Desenvolvida vacina contra diarréia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Rotarix é o nome dado à vacina1 contra o rotavírus, causador de diarréia2 principalmente nos dois primeiros anos de vida. Desenvolvida pela GlaxoSmithKline, esta vacina1 vai chegar às clínicas de imunização3 dentro de três semanas. A diarréia2 por rotavírus é responsável por cerca de 600 mil óbitos de crianças por ano, segundo dados da Organização Mundial de Saúde4 (OMS).

O rotavírus tem um período de incubação5 de 24 a 48 horas, seguido de sintomas6 como diarréia2 aquosa, febre7 e vômitos8 que duram cerca de uma semana. Pode evoluir com quadro de desidratação9 grave e conseqüente desequilíbrio hidroeletrolítico10, condições que, não raro, culminam na morte de crianças nos países em desenvolvimento. Também são comuns casos assintomáticos em neonatos11 e adultos. A severidade da diarréia2 é mais freqüente em crianças de seis meses a dois anos de idade. É uma doença auto-limitada e atinge virtualmente todas as crianças, independente do nível sócio-econômico em que vivem. Não está relacionada com as condições de higiene e incide em qualquer população. Entretanto, mata mais nos países do hemisfério sul. Não existe um medicamento específico12 contra o vírus13 e a única forma de prevenção é a imunização3.

A Rotarix é uma vacina1 para uso oral, com duas doses - a primeira entre 6 e 14 semanas de vida e, a segunda, quatro semanas depois da primeira. Foi licenciada em 1997 pela Avant Immunotherapeutics para comercialização mundial pela Glaxo SmithKline. Já está sendo vendida no México desde o início deste ano.Testada em estudos que envolveram cerca de 70 mil crianças menores de 6 meses, a vacina1 mostrou-se segura, sem efeitos colaterais14. Apresentou eficácia de até 73% contra qualquer diarréia2 por rotavírus e de até 90% de proteção contra diarréia2 grave provocada pela doença, explica a diretora de Pesquisas Clínicas e Assistência Médica a Vacinas da Glaxo, Pilar Rubio. Apesar do custo ainda não ter sido definido, a estimativa é que cada dose tenha custo aproximado de R$300,00.

Testes conduzidos em Belém (PA), onde a Rotarix foi aplicada em mais de 3.000 crianças, obtiveram resultados satisfatórios. "Trata-se de uma vacina1 segura e sem efeitos colaterais14", afirma Alexandre Linhares, médico do Instituto Evandro Chagas, que acompanhou os estudos no Pará. Nos anos 90, a primeira tentativa de vacina1 foi retirada do mercado norte-americano por causar invaginação intestinal.

Para 2006, estão previstos os lançamentos de mais duas vacinas contra o rotavírus. A Rotateq, que está sendo desenvolvida pelo laboratório da Merck Sharp & Dohme, e outra, ainda sem nome, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o Instituto Nacional de Saúde4 dos Estados Unidos.

Fonte:Instituto Evandro Chagas

NEWS.MED.BR, 2005. Desenvolvida vacina contra diarréia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/933/desenvolvida+vacina+contra+diarreia.htm>. Acesso em: 28 fev. 2020.

Complementos

1 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
2 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
3 Imunização: Processo mediante o qual se adquire, de forma natural ou artificial, a capacidade de defender-se perante uma determinada agressão bacteriana, viral ou parasitária. O exemplo mais comum de imunização é a vacinação contra diversas doenças (sarampo, coqueluche, gripe, etc.).
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Incubação: 1. Ato ou processo de chocar ovos, natural ou artificialmente. 2. Processo de laboratório, por meio do qual se cultivam microrganismos com o fim de estudar ou facilitar o seu desenvolvimento. 3. Em infectologia, é o período que vai da penetração do agente infeccioso no organismo até o aparecimento dos primeiros sinais da doença.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
8 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
9 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
10 Hidroeletrolítico: Aproximadamente 60% do peso de um adulto são representados por líquido (água e eletrólitos). O líquido corporal localiza-se em dois compartimentos, o espaço intracelular (dentro das células) e o espaço extracelular (fora das células). Os eletrólitos nos líquidos corporais são substâncias químicas ativas. Eles são cátions, que carregam cargas positivas, e ânions, que transportam cargas negativas. Os principais cátions são os íons sódio, potássio, cálcio, magnésio e hidrogênio. Os principais ânions são os íons cloreto, bicarbonato, fosfato e sulfato.
11 Neonatos: Refere-se a bebês nos seus primeiros 28 dias (mês) de vida. O termo “recentemente-nascido“ refere-se especificamente aos primeiros minutos ou horas que se seguem ao nascimento. Esse termo é utilizado para enfocar os conhecimentos e treinamento da ressuscitação imediatamente após o nascimento e durante as primeiras horas de vida.
12 Medicamento específico: O termo aplica-se a produtos farmacêuticos, tecnicamente obtidos ou elaborados, com finalidade profilática, curativa ou paliativa não enquadrados nas categorias de medicamento novo, genérico, similar, biológico, fitoterápico ou notificado e cuja(s) substância(s) ativa(s), independente da natureza ou origem, não é(são) passível(is) de ensaio de bioequivalência, frente a um produto comparador.
13 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
14 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
Gostou do artigo? Compartilhe!