Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA aprova Zurampic para tratar níveis elevados de ácido úrico associados à gota

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Food e Drug Administration (FDA) aprovou o Zurampic (lesinurade) para tratar níveis elevados de ácido úrico no sangue1 (hiperuricemia) associados à gota2, quando usado em combinação com um inibidor da xantina oxidase (XOI), um tipo de medicamento aprovado para reduzir a produção de ácido úrico no organismo.

A gota2 é uma forma dolorosa de artrite3 causada pelo acúmulo em excesso de ácido úrico no corpo e normalmente aparece pela primeira vez como vermelhidão, dor e inchaço4 no hálux5. O ácido úrico no sangue1 é produzido pela decomposição de substâncias chamadas purinas, que são encontradas em todos os tecidos do organismo. Ele se dissolve no sangue1, passa aos rins6 e é eliminado na urina7. Mas pode acumular-se no sangue1, uma condição chamada de hiperuricemia.

Isso ocorre quando o corpo aumenta a quantidade de ácido úrico que produz e os rins6 não excretam o ácido úrico de maneira suficiente ou uma pessoa come muitos alimentos ricos em purinas. A maioria das pessoas com hiperuricemia não desenvolve a gota2, mas se o ácido úrico forma cristais no corpo, a gota2 pode se desenvolver.

O controle da hiperuricemia é fundamental para o tratamento a longo prazo da gota2 e o Zurampic fornece uma nova opção de tratamento para milhões de pessoas que podem desenvolver esta patologia8, pois ele ajuda os rins6 a excretarem o ácido úrico através da inibição da função de proteínas9 transportadoras envolvidas na reabsorção de ácido úrico no rim10.

A segurança e eficácia do Zurampic foram avaliadas em três estudos randomizados e controlados com placebo11, em combinação com um XOI, envolvendo 1.537 participantes por até 12 meses. Os participantes tratados com Zurampic em combinação com um XOI tiveram uma maior redução dos níveis de ácido úrico no sangue1 em comparação com o uso de placebo11.

As reações adversas mais comuns foram dor de cabeça12, gripe13, aumento da creatinina14 no sangue1 e doença do refluxo gastroesofágico15.

Zurampic tem um alerta de segurança em sua bula sobre o risco de desenvolvimento de insuficiência renal16 aguda, que é mais comum quando utilizado sem um XOI e em doses superiores às aprovadas para uso.

A FDA também está exigindo um estudo pós-comercialização para avaliar ainda mais a segurança renal17 e cardiovascular de Zurampic.

Zurampic é fabricado pela AstraZeneca Pharmaceuticals LP, com sede em Wilmington, Delaware.

Fonte: FDA News Release, de 22 de dezembro de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. FDA aprova Zurampic para tratar níveis elevados de ácido úrico associados à gota. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/814554/fda-aprova-zurampic-para-tratar-niveis-elevados-de-acido-urico-associados-a-gota.htm>. Acesso em: 23 out. 2019.

Complementos

1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
3 Artrite: Inflamação de uma articulação, caracterizada por dor, aumento da temperatura, dificuldade de movimentação, inchaço e vermelhidão da área afetada.
4 Inchaço: Inchação, edema.
5 Hálux: Dedo Grande do Pé, vulgo dedão do pé.
6 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
7 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
8 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
9 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
10 Rim: Os rins são órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
11 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
12 Cabeça:
13 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
14 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
15 Refluxo gastroesofágico: Presença de conteúdo ácido proveniente do estômago na luz esofágica. Como o dito órgão não está adaptado fisiologicamente para suportar a acidez do suco gástrico, pode ser produzida inflamação de sua mucosa (esofagite).
16 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
17 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
Gostou do artigo? Compartilhe!