Gostou do artigo? Compartilhe!

Metformina, usada para tratar o diabetes tipo 2, pode ajudar o sistema imunológico a combater infecções e tornar futura vacina anti-câncer mais efetiva

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Testes com ratos de laboratório mostraram que a metformina1, usada para tratar o diabetes tipo 22, ajuda as células3 T CD8 do organismo a trabalhar de forma mais efetiva. Estas células3 de defesa contra doenças guardam uma “memória” de infecções4 e vacinações prévias, permitindo que o organismo lute mais prontamente contra doenças futuras. A metformina1 potencializaria este mecanismo de defesa.

Este é o primeiro estudo a sugerir que, tendo como alvo o mesmo caminho metabólico do diabetes5, pode-se alterar a função do sistema imunológico6, e isto pode ajudar o corpo a lutar contra o câncer7 através de uma vacina8. Este estudo faz pensar sobre as complexas interações entre o sistema imunológico6, o metabolismo9 celular e o câncer7.

Vacinas contra o câncer7 estão sendo estudadas em um estágio inicial, mas são uma esperança para evitar que a doença se desenvolva ou tratá-la em etapas iniciais.

Fonte: Nature

NEWS.MED.BR, 2009. Metformina, usada para tratar o diabetes tipo 2, pode ajudar o sistema imunológico a combater infecções e tornar futura vacina anti-câncer mais efetiva. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/35748/metformina-usada-para-tratar-o-diabetes-tipo-2-pode-ajudar-o-sistema-imunologico-a-combater-infeccoes-e-tornar-futura-vacina-anti-cancer-mais-efetiva.htm>. Acesso em: 30 nov. 2021.

Complementos

1 Metformina: Medicamento para uso oral no tratamento do diabetes tipo 2. Reduz a glicemia por reduzir a quantidade de glicose produzida pelo fígado e ajudando o corpo a responder melhor à insulina produzida pelo pâncreas. Pertence à classe das biguanidas.
2 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
6 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
7 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
8 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
9 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!