Atalho: 6CUIA9B
Gostou do artigo? Compartilhe!

Uso concomitante de estatinas e inibidores da protease pode aumentar risco de miopatia, segundo informações do FDA

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O U.S. Food and Drug Administration (FDA) notificou os profissionais de saúde1 sobre as atualizações de prescrição e as interações medicamentosas das estatinas com os inibidores da protease2. Estas medicações tomadas em conjunto, podem elevar os níveis sanguíneos de estatinas e aumentar o risco de lesão3 muscular (miopatia4). A forma mais grave de miopatia4, chamada rabdomiólise5, pode danificar os rins6 e levar à insuficiência renal7, que pode ser fatal.

As estatinas são uma classe de medicamentos usados em conjunto com dieta e exercício para reduzir os níveis sanguíneos do LDL colesterol8 ("colesterol9 ruim"). Os inibidores da protease2 são medicações antirretrovirais utilizadas para bloquear a função da protease do HIV10 (vírus11 causador da AIDS) e do HCV (vírus11 da hepatite12 C).

Os profissionais de saúde1 devem seguir as recomendações de prescrição contidas nas bulas dessas medicações ao prescrever inibidores da protease2, do HIV10 ou do HCV, juntamente com estatinas.

Fonte: FDA

 

 

 

NEWS.MED.BR, 2012. Uso concomitante de estatinas e inibidores da protease pode aumentar risco de miopatia, segundo informações do FDA. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/288165/uso-concomitante-de-estatinas-e-inibidores-da-protease-pode-aumentar-risco-de-miopatia-segundo-informacoes-do-fda.htm>. Acesso em: 28 fev. 2020.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Inibidores da protease: Alguns vírus como o HIV e o vírus da hepatite C dependem de proteases (enzimas que quebram ligações peptídicas entre os aminoácidos das proteínas) no seu ciclo reprodutivo, pois algumas proteínas virais são codificadas em uma longa cadeia peptídica, sendo libertadas por proteases para assumir sua conformação ideal e sua função. Os inibidores da protease são desenvolvidos como meios antivirais, pois impedem a correta estruturação do RNA viral.
3 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Miopatia: Qualquer afecção das fibras musculares, especialmente dos músculos esqueléticos.
5 Rabdomiólise: Síndrome caracterizada por destruição muscular, com liberação de conteúdo intracelular na circulação sanguínea. Atualmente, a rabdomiólise é considerada quando há dano secundário em algum órgão associado ao aumento das enzimas musculares. A gravidade da doença é variável, indo de casos de elevações assintomáticas de enzimas musculares até situações ameaçadoras à vida, com insuficiência renal aguda ou distúrbios hidroeletrolíticos. As causas da rabdomiólise podem ser classificadas em quatro grandes grupos: trauma ou lesão muscular direta, excesso de atividade muscular, defeitos enzimáticos hereditários ou outras condições clínicas.
6 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
7 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
8 LDL colesterol: Do inglês low-density lipoprotein cholesterol, colesterol de baixa densidade ou colesterol ruim.
9 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
10 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
11 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
12 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
Gostou do artigo? Compartilhe!