Gostou do artigo? Compartilhe!

Obesidade central está relacionada a danos à função pulmonar, segundo artigo do American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo realizado por pesquisadores franceses ao longo de sete anos de acompanhamento com 121.965 homens e mulheres no Paris Investigations Préventives et Cliniques Center, analisou as diferentes associações entre danos à função pulmonar e componentes específicos da síndrome metabólica1. Os danos pulmonares foram associados à síndrome metabólica1 independente da idade, sexo, hábito de fumar, consumo de álcool, nível de educação, índice de massa corporal2, atividades físicas e história prévia de doenças cardiovasculares3. Alterações lipídicas (baixos níveis de HDL4-colesterol5 e altos níveis de triglicérides6), aumento da glicemia7 e da pressão arterial8, obesidade9 abdominal (aumento da circunferência abdominal) são inversamente proporcionais à preservação da função pulmonar.

Os resultados mostram forte relação entre aumento da circunferência abdominal e diminuição da função pulmonar, independente de fatores de risco cardiovasculares maiores, incluindo índice de massa corporal2 e hábito de fumar. Estudos posteriores precisam analisar os mecanismos desta relação.

A obesidade9 central, abdominal ou visceral foi definida pela medida da circunferência abdominal. Quando maior que 89cm para mulheres ou 102cm para homens, foi caracterizado este tipo de distribuição da gordura10 entre os participantes.

Fonte: American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine – Volume 179 pp. 509-516

NEWS.MED.BR, 2009. Obesidade central está relacionada a danos à função pulmonar, segundo artigo do American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/30053/obesidade-central-esta-relacionada-a-danos-a-funcao-pulmonar-segundo-artigo-do-american-journal-of-respiratory-and-critical-care-medicine.htm>. Acesso em: 19 set. 2020.

Complementos

1 Síndrome metabólica: Tendência de várias doenças ocorrerem ao mesmo tempo. Incluindo obesidade, resistência insulínica, diabetes ou pré-diabetes, hipertensão e hiperlipidemia.
2 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
3 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
4 HDL: Abreviatura utilizada para denominar um tipo de proteína encarregada de transportar o colesterol sanguíneo, que se relaciona com menor risco cardiovascular. Também é conhecido como “Bom Colesterol”. Seus valores normais são de 35-50mg/dl.
5 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
6 Triglicérides: A principal maneira de armazenar os lipídeos no tecido adiposo é sob a forma de triglicérides. São também os tipos de lipídeos mais abundantes na alimentação. Podem ser definidos como compostos formados pela união de três ácidos graxos com glicerol. Os triglicérides sólidos em temperatura ambiente são conhecidos como gorduras, enquanto os líquidos são os óleos. As gorduras geralmente possuem uma alta proporção de ácidos graxos saturados de cadeia longa, já os óleos normalmente contêm mais ácidos graxos insaturados de cadeia curta.
7 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
8 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
9 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
10 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.

Informações selecionadas

Links selecionados

Gostou do artigo? Compartilhe!