Gostou do artigo? Compartilhe!

Fiocruz anuncia novo medicamento para tratamento contra a malária, a tafenoquina

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A malária atinge cerca de 7,5 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde1 (OMS). A medicação utilizada por padrão no Brasil há mais de 60 anos para tratamento da malária é a primaquina, porém sua administração no paciente deve ser diária, por um período de até 14 dias. A nova medicação anunciada traz vantagens sobre a primaquina para otimizar o tratamento.

Saiba mais sobre "Malária".

Aprovada pela Anvisa em 29/10/2019, a tafenoquina, fabricada pela empresa farmacêutica britânica GlaxoSmithKline, encurta o tempo de tratamento, contribuindo para uma melhor adesão ao medicamento. Ela pode ser aplicada em uma única dose, uma vez que sua ação alcança mais de 20 dias, apresentando assim chances de cura radical. O novo medicamento atua diretamente na forma hepática2 da malária vivax, segundo Dhélio Batista Pereira, pesquisador da Fiocruz, o que evita as recaídas caracterizadas pelo retorno da doença por infecção3 na corrente sanguínea.

A aprovação do medicamento se deu com base em dados de eficácia e segurança de um programa de desenvolvimento clínico global para a cura da malária provocada pelo Plasmodium vivax, realizado em nove países com casos endêmicos da doença, inclusive o Brasil. A tafenoquina também já foi aprovada nos Estados Unidos e na Austrália, mas o Brasil é o primeiro país que irá disponibilizar o medicamento de forma gratuita para a população geral, através do Sistema Único de Saúde1 (SUS).

Com o devido registro do medicamento pela Anvisa, o próximo passo é a aplicação de testes de viabilidade, em regiões endêmicas, para completa inclusão da droga no SUS. O estudo, que será realizado pelo Ministério da Saúde1 em parceria com a Fiocruz e outras instituições, tem como objetivo avaliar a inclusão do teste da atividade da enzima4 G6PD no organismo e a escolha do tratamento, uma vez que, segundo explicou Dhélio, cerca de 5% da população no país tem deficiência da atividade dessa enzima4, o que poderia provocar efeitos colaterais5 graves ao paciente com o uso da tafenoquina.

A ideia, portanto, é oferecer um atendimento diferenciado após o diagnóstico6 de malária, identificando qual o melhor tratamento para cada paciente. O estudo ajudará a orientar profissionais que atuam na rede pública de saúde1 sobre o novo tratamento, bem como orientar estados e municípios em ações para o eficaz diagnóstico6 e tratamento da malária.

Leia sobre "Infecções7 oportunistas", "Diferenças de endemia, epidemia e pandemia8" e "Animais que mais matam no mundo".

 

Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, publicação em 08 de novembro de 2019.

 

NEWS.MED.BR, 2019. Fiocruz anuncia novo medicamento para tratamento contra a malária, a tafenoquina. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/novos-medicamentos/1351558/fiocruz-anuncia-novo-medicamento-para-tratamento-contra-a-malaria-a-tafenoquina.htm>. Acesso em: 8 dez. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
7 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
8 Pandemia: É uma epidemia de doença infecciosa que se espalha por um ou mais continentes ou por todo o mundo, causando inúmeras mortes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a pandemia pode se iniciar com o aparecimento de uma nova doença na população, quando o agente infecta os humanos, causando doença séria ou quando o agente dissemina facilmente e sustentavelmente entre humanos. Epidemia global.
Gostou do artigo? Compartilhe!