Gostou do artigo? Compartilhe!

Lixiana: novo anticoagulante oral é aprovado pela Anvisa

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um novo anticoagulante1 oral, o Lixiana (edoxabano), foi aprovado pela Anvisa. O medicamento amplia as opções terapêuticas para a redução do risco de acidentes vasculares2 cerebrais (AVCs) e para o tratamento do tromboembolismo3 venoso.

O medicamento Lixiana (edoxabano) estará disponível na forma farmacêutica de comprimidos revestidos de 15 mg, 30 mg e 60 mg e será fabricado, no Brasil, pela empresa Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda., que também é a detentora do registro do produto na Anvisa.

O novo anticoagulante1 atua diretamente em um dos fatores da coagulação4 sanguínea, o fator Xa, diferente de outras classes de medicamentos anticoagulantes5, como a Varfarina, por exemplo, que atua na inibição da síntese de fatores de coagulação4 dependentes de vitamina6 K.

As indicações terapêuticas específicas da nova medicação são:

O medicamento já está aprovado no Japão (desde de 2011) e nos Estados Unidos (desde 2015).

Saiba mais sobre "Como se dá a coagulação4 sanguínea" e "Coagulograma".

 

Fonte: Anvisa, em 06 de março de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. Lixiana: novo anticoagulante oral é aprovado pela Anvisa. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/novos-medicamentos/1314453/lixiana-novo-anticoagulante-oral-e-aprovado-pela-anvisa.htm>. Acesso em: 16 jul. 2018.

Complementos

1 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
2 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
3 Tromboembolismo: Doença produzida pela impactação de um fragmento de um trombo. É produzida quando este se desprende de seu lugar de origem, e é levado pela corrente sangüínea até produzir a oclusão de uma artéria distante do local de origem do trombo. Esta oclusão pode ter diversas conseqüências, desde leves até fatais, dependendo do tamanho do vaso ocluído e do tipo de circulação do órgão onde se deu a oclusão.
4 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
5 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
6 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
7 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
8 Embolia: Impactação de uma substância sólida (trombo, colesterol, vegetação, inóculo bacteriano), líquida ou gasosa (embolia gasosa) em uma região do circuito arterial com a conseqüente obstrução do fluxo e isquemia.
9 Trombose Venosa Profunda: Caracteriza-se pela formação de coágulos no interior das veias profundas da perna. O que mais chama a atenção é o edema (inchaço) e a dor, normalmente restritos a uma só perna. O edema pode se localizar apenas na panturrilha e pé ou estar mais exuberante na coxa, indicando que o trombo se localiza nas veias profundas dessa região ou mais acima da virilha. Uma de suas principais conseqüências a curto prazo é a embolia pulmonar, que pode deixar seqüelas ou mesmo levar à morte. Fatores individuais de risco são: varizes de membros inferiores, idade maior que 40 anos, obesidade, trombose prévia, uso de anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal, entre outras.
Gostou do artigo? Compartilhe!