Gostou do artigo? Compartilhe!

Alto consumo de café durante a gestação aumenta o risco de morte fetal tardia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A morte fetal tardia (aborto espontâneo e natimorto) é duas vezes mais comum em mulheres que bebem oito ou mais copos de café por dia durante a gravidez1 do que em mulheres que evitam café durante a gestação, segundo relatam pesquisadores da University of Aarhus. O alto consumo de café fornece risco aumentado de 59% para morte fetal.

O Dr. Bodil Hammer Bech, da University of Aarhus, e colaboradores pesquisaram 88.842 mulheres, de março de 1996 a novembro de 2002, no Danish National Birth Cohort. Foram identificadas 1.102 mortes fetais. As mulheres foram entrevistadas sobre o consumo de café e outros fatores de risco, como o consumo de álcool e cigarro até aproximadamente 16 semanas de gestação. Destas mulheres, 55,4% relataram que não ingeriram café durante a gravidez1, enquanto 31,4% tomaram de meio a 3 copos por dia. 13% beberam mais de 3 copos ao dia e 3,4% tomaram 8 ou mais.

Os pesquisadores relatam que as mulheres que tomaram de meio a 3 copos por dia tiveram um risco aumentado de 3% para morte fetal, as que consumiram 4 a 7 copos tiveram 33% de risco aumentado e aquelas que beberam mais de 8 copos ao dia tiveram um risco aumentado de 59% para morte fetal. A associação foi significativa para as mortes fetais depois da vigésima semana de gestação.

Fonte: American Journal of Epidemiology 2005;162:983-990

NEWS.MED.BR, 2005. Alto consumo de café durante a gestação aumenta o risco de morte fetal tardia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/860/alto-consumo-de-cafe-durante-a-gestacao-aumenta-o-risco-de-morte-fetal-tardia.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
Gostou do artigo? Compartilhe!