Gostou do artigo? Compartilhe!

Células glandulares atípicas encontradas no rastreamento do câncer do colo do útero e o risco de câncer cervical invasivo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Mais de 3 milhões de mulheres, com idades entre 23 e 59 anos, residentes na Suécia, entre 1° de janeiro de 1980 e 1° de julho de 2011 e que tinham registro de exame citológico cervical, participaram do estudo publicado pelo British Medical Journal (BMJ). Destas, 2.899.968 mulheres tiveram resultados normais na citologia no primeiro registro de triagem. O primeiro resultado anormal registrado foi de células1 glandulares atípicas (CGA) em 14.625, lesões2 escamosas intraepiteliais de alto grau (LIEAG) em 65.633 e lesões2 escamosas intraepiteliais de baixo grau (LIEBG) em 244.168 mulheres.

Os principais resultados analisados foram: a incidência3 cumulativa de câncer4 cervical invasivo em 15,5 anos; a proporção de câncer4 cervical invasivo no prazo de seis meses após anormalidade (prevalência5); a taxa de incidência3 bruta para o câncer4 cervical invasivo em 0,5-15,5 anos de acompanhamento; a taxa de incidência3 em comparação com as mulheres com citologia normal estimada pela regressão de Poisson ajustada para idade e estratificada por histopatologia6 do câncer4; e a distribuição de avaliação clínica no prazo de seis meses após a anormalidade.

A prevalência5 de câncer4 cervical foi de 1,4% para as mulheres com CGA, a qual foi menor do que para as mulheres com LIEAG (2,5%), mas superior ao de mulheres com LIEBG (0,2%). O adenocarcinoma7 foi responsável por 73,2% dos casos prevalentes associados às CGA. A taxa de incidência3 de câncer4 cervical invasivo após CGA foi significativamente maior do que para as mulheres com resultados normais na citologia para até 15,5 anos e maior que LIEAG e LIEBG para até 6,5 anos. A taxa de incidência3 de adenocarcinoma7 foi 61 vezes maior do que para as mulheres com resultados normais de citologia na primeira rodada de triagem após CGA e manteve-se nove vezes mais elevada para até 15,5 anos. A incidência3 e a prevalência5 do câncer4 cervical invasivo foram maiores quando as CGA foram encontradas em idades entre 30 e 39 anos. Apenas 54% das mulheres com CGA foram submetidas à avaliação histológica8 no prazo de seis meses, muito menos do que depois de LIEAG (86%). Entre as mulheres com avaliação histológica8 no prazo de seis meses, a taxa de incidência3 de câncer4 cervical após CGA foi significativamente maior do que após LIEAG para até 6,5 anos.

Concluiu-se que o encontro de CGA no rastreio do câncer4 do colo do útero9 está associado a um elevado e persistente risco de câncer4 de colo do útero9 por até 15 anos, particularmente para o adenocarcinoma7 do colo do útero9 e para as mulheres com CGA entre 30 e 39 anos. Em comparação com a redução do risco de câncer4 cervical visto após o manejo das LIEAG, a gestão das CGA parece ter sido abaixo do ideal na prevenção do câncer4 cervical.

 

Fonte: British Medical Journal, de 11 de fevereiro de 2016

NEWS.MED.BR, 2016. Células glandulares atípicas encontradas no rastreamento do câncer do colo do útero e o risco de câncer cervical invasivo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/820194/celulas-glandulares-atipicas-encontradas-no-rastreamento-do-cancer-do-colo-do-utero-e-o-risco-de-cancer-cervical-invasivo.htm>. Acesso em: 18 nov. 2019.

Complementos

1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
3 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
4 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
5 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
6 Histopatologia: Histologia de tecidos orgânicos que apresentam lesões. A histologia é uma disciplina biomédica que realiza estudos da estrutura microscópica, composição e função dos tecidos vivos.
7 Adenocarcinoma: É um câncer (neoplasia maligna) que se origina em tecido glandular. O termo adenocarcinoma é derivado de “adeno”, que significa “pertencente a uma glândula” e “carcinoma”, que descreve um câncer que se desenvolveu em células epiteliais.
8 Histológica: Relativo à histologia, ou seja, relativo à disciplina biomédica que estuda a estrutura microscópica, composição e função dos tecidos vivos.
9 Colo do útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o ístmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.
Gostou do artigo? Compartilhe!