Gostou do artigo? Compartilhe!

Uso de antidepressivos está associado a risco aumentado de micro-hemorragia cerebral

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Antidepressivos específicos para serotonina podem aumentar o risco de eventos adversos hemorrágicos1. Em um estudo transversal anterior, não se observou uma associação entre o uso de antidepressivos e presença de hemorragias2 cerebrais subclínicas. Neste estudo longitudinal, publicado pelo periódico Stroke, pesquisadores investigaram se o uso de antidepressivos está associado a um maior risco de novas micro-hemorragias2 cerebrais subclínicas.

No total, 2.559 participantes do estudo de base populacional Rotterdam, todos sem micro-hemorragias2 no início do estudo e com idade de 45 anos ou mais, foram submetidos à ressonância magnética3 cerebral no início da pesquisa, repetida entre 2005 e 2013 (média de intervalo de tempo de 3,9 anos) para determinar a incidência4 de micro-hemorragias2. O uso de antidepressivos (sim versus não) foi avaliado. Em análises adicionais, os antidepressivos foram classificados como de baixa, média ou alta afinidade para o transportador de serotonina e, alternativamente, como inibidores seletivos ou inibidores não-seletivos da recaptação da serotonina. Foram usados modelos de regressão logística multivariada para investigar a associação de antidepressivos com microssangramentos incidentes5.

O uso de antidepressivos foi associado a uma maior incidência4 de micro-hemorragia6 cerebral do que o não uso. Quando estratificada por afinidade para o transportador da serotonina, o uso de antidepressivos com afinidade intermediária foi associado a um risco aumentado de desenvolver microssangramentos. Finalmente, tanto os inibidores seletivos como os não-seletivos da recaptação da serotonina foram associados ao aumento da incidência4 de micro-hemorragias2.

Concluiu-se que o uso de antidepressivos foi associado a um risco aumentado de desenvolvimento de microssangramentos cerebrais. Estes resultados podem apoiar os resultados de estudos clínicos anteriores sobre o aumento do risco de hemorragia6 intracraniana e extracraniana em usuários de antidepressivos.

Fonte: Stroke, publicação online, de 10 de dezembro de 2016

NEWS.MED.BR, 2016. Uso de antidepressivos está associado a risco aumentado de micro-hemorragia cerebral. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/815924/uso-de-antidepressivos-esta-associado-a-risco-aumentado-de-micro-hemorragia-cerebral.htm>. Acesso em: 13 jul. 2020.

Complementos

1 Hemorrágicos: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
2 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
3 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
4 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
5 Incidentes: 1. Que incide, que sobrevém ou que tem caráter secundário; incidental. 2. Acontecimento imprevisível que modifica o desenrolar normal de uma ação. 3. Dificuldade passageira que não modifica o desenrolar de uma operação, de uma linha de conduta.
6 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!