Atalho: 5HB2U4T
Gostou do artigo? Compartilhe!

The Lancet Oncology: PSA reduz mortes por câncer de próstata

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O uso do Antígeno1 Prostático Específico (PSA) continua controverso para a detecção do câncer2 de próstata3, pois ele pode ”super” diagnosticar tumores que não apareceriam ao longo da vida de um homem, resultando em tratamentos não necessários e que podem piorar a qualidade de vida desses pacientes.  Entretanto, em artigo publicado no The Lancet Oncology, Hugosson e colaboradores mostraram que, embora este ponto de vista seja válido, o PSA reduz as mortes pelo câncer2 de próstata3 em algumas circunstâncias.

O estudo de Jonas Hugosson, da Universidade de Gothenburg (Suécia), contou com a colaboração de 20 mil homens nascidos entre 1930 e 1944, divididos em dois grupos. A cada dois anos um dos grupos fazia a dosagem do PSA, enquanto o segundo grupo, conhecido como grupo controle, não fazia este rastreamento para o câncer2 de próstata3. Caso o PSA resultasse em uma dosagem anormal pré-determinada, o paciente era encaminhado para o exame de toque retal, ultrassonografia4 da próstata3 e biópsias5 de acordo com a necessidade de cada um.

Após quatorze anos de análise, o PSA reduziu pela metade o risco de morte pelo câncer2 de próstata3. O autor também observou que um grande número de exames de rastreamento era necessário para evitar uma morte. As análises estatísticas mostraram que 293 homens precisavam ser rastreados e 12 homens precisavam ser diagnosticados e tratados para resultar em uma morte a menos pelo câncer2 de próstata3.

Em pesquisa semelhante (o European Randomised Study of Screening for Prostate Cancer2 (ERSPC), com média de nove anos de seguimento) houve uma queda de 20% no número de mortes relacionadas ao câncer2 de próstata3 com o uso do PSA.

Estes achados sugerem que os benefícios do rastreamento para o câncer2 de próstata3 com o PSA pode ser maior do que os riscos.

Fonte: The Lancet Oncology, publicação online de 01 de julho de 2010

NEWS.MED.BR, 2010. The Lancet Oncology: PSA reduz mortes por câncer de próstata. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/61332/the-lancet-oncology-psa-reduz-mortes-por-cancer-de-prostata.htm>. Acesso em: 22 out. 2019.

Complementos

1 Antígeno: 1. Partícula ou molécula capaz de deflagrar a produção de anticorpo específico. 2. Substância que, introduzida no organismo, provoca a formação de anticorpo.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
4 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
5 Biópsias: 1. Retirada de material celular ou de um fragmento de tecido de um ser vivo para determinação de um diagnóstico. 2. Exame histológico e histoquímico. 3. Por metonímia, é o próprio material retirado para exame.
Gostou do artigo? Compartilhe!