Gostou do artigo? Compartilhe!

Annals of Internal Medicine: quando interromper o rastreamento do câncer em idosos?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A presença do câncer1 aumenta com a idade e o rastreamento pode ajudar no diagnóstico2 precoce, exatamente quando os tumores podem ser mais curáveis. A decisão sobre a possibilidade de detectar o câncer1 se baseia no equilíbrio entre os benefícios (tais como ganhar anos de vida) e os danos (como resultados de exames falso-positivos quando o câncer1 não está presente e o diagnóstico2 de câncer1 que cresce tão lentamente que nunca causaria problemas se ele não fosse identificado). Pouco se sabe sobre como a presença de outras doenças afeta este dilema em pessoas idosas. As diretrizes atuais para o rastreamento do câncer1 não incluem informações sobre pessoas mais velhas que têm outras doenças.

Para estimar os benefícios e os malefícios do rastreamento do câncer1 em idosos, com diferentes idades e doenças, para três tipos de tumores (mama3, próstata4 e tumor5 colorretal) e ajudar a informar sobre quando o rastreamento deve ser interrompido, foi realizada uma pesquisa publicada pelo Annals of Internal Medicine.

Um dos grupos mais influentes que faz diretrizes sobre o rastreamento do câncer1 tem recomendado que as pessoas que fizeram testes de rastreamento regulares podem parar com esta triagem para o câncer1 de mama3 e para o câncer1 colorretal após a idade de 74 anos. Portanto, no presente estudo, os pesquisadores estudaram pessoas ao redor dessa idade.

Os pesquisadores criaram modelos com softwares que calcularam os resultados prováveis quando a mamografia6 era usada para detectar o câncer1 de mama3, exames de sangue7 eram usados para detectar o câncer1 de próstata4 e exames de sangue7 oculto nas amostras de fezes eram usados para detectar o câncer1 colorretal.

Para os tumores de mama3, próstata4 ou colorretal, o equilíbrio entre benefícios e malefícios foi praticamente o mesmo em pessoas com 74 anos de idade com saúde8 mediana; pessoas com 76 anos, sem doenças; aqueles com 74 anos com doença leve, aqueles com 72 anos com doença moderadamente grave e aqueles com 66 anos com doença grave.

As conclusões do estudo foram para grandes populações de pessoas idosas, mas os resultados individuais podem ser diferentes. As decisões sobre quando parar de rastrear o câncer1 devem ser discutidas entre médicos e pacientes. A presença de outras doenças deve ser incluída nas discussões sobre quando parar de rastrear idosos para o câncer1.

Fonte: Annals of Internal Medicine, volume 161, número 2, de 15 de julho de 2014 

NEWS.MED.BR, 2014. Annals of Internal Medicine: quando interromper o rastreamento do câncer em idosos?. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/556047/annals-of-internal-medicine-quando-interromper-o-rastreamento-do-cancer-em-idosos.htm>. Acesso em: 13 dez. 2018.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
4 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
5 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
6 Mamografia: Estudo radiológico que utiliza uma técnica especial para avaliar o tecido mamário. Permite diagnosticar tumores benignos e malignos em fase inicial na mama. É um exame que deve ser realizado por mulheres, como prevenção ao câncer.
7 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
8 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!