Gostou do artigo? Compartilhe!

Cirurgia bariátrica pode ser opção de tratamento para diabéticos tipo 2 com sobrepeso: ensaio clínico publicado pelo The Lancet Diabetes & Endocrinology

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A cirurgia bariátrica1 melhora a glicemia2 de pacientes obesos com diabetes tipo 23, mas os seus efeitos em diabéticos com sobrepeso4 ainda não estão definidos. Foi realizado um ensaio clínico randomizado5 para identificar se a cirurgia de banda gástrica ajustável por via laparoscópica pode melhorar o controle glicêmico em pessoas com diabetes tipo 23 que estão com sobrepeso4, mas que não são obesas.

Foi feito um estudo aberto, randomizado5 e controlado, de grupos paralelos, entre 1° de novembro de 2009 e 30 de junho de 2013, em um centro de Melbourne, na Austrália. Pacientes com idade entre 18 e 65 anos, com diabetes tipo 23 e índice de massa corporal6 (IMC7) entre 25 e 30 kg/m² foram aleatoriamente distribuídos (1:1) para receber cuidados multidisciplinares de diabetes8 mais cirurgia de banda gástrica ajustável por via laparoscópica ou apenas os cuidados multidisciplinares sem cirurgia. O desfecho primário foi a remissão do diabetes8 dois anos após a randomização, definida como concentrações de glicose9 inferiores a 7,0 mmol/L10 (126 mg/dl11), quando em jejum e a menos de 11,1 mmol/L10 (200 mg/dl11) duas horas após 75 g de glicose9 oral, pelo menos dois dias após a interrupção da medicação usada para controlar a glicose9. A análise foi por intenção de tratar.

Cinquenta e um pacientes foram randomizados ou para o atendimento multidisciplinar e banda gástrica (n=25) ou apenas atendimento multidisciplinar (n=26), dos quais 23 participantes e 25 participantes, respectivamente, completaram o acompanhamento de dois anos. Doze (52%) participantes do grupo do atendimento multidisciplinar mais banda gástrica e dois (8%) participantes do atendimento multidisciplinar alcançaram remissão do diabetes8 (p=0,0012). Um (4%) participante no grupo da banda gástrica necessitou de revisão cirúrgica e outros quatro (17%) tiveram um total de cinco episódios de intolerância alimentar devido ao ajuste excessivo da banda gástrica.

As interpretações do presente estudo mostram que, quando adicionada ao atendimento multidisciplinar do diabetes8, a cirurgia de banda gástrica ajustável por via laparoscópica para diabéticos tipo 2 com sobrepeso4 melhora o controle glicêmico, com um perfil de eventos adversos aceitáveis. A cirurgia de banda gástrica ajustável por via laparoscópica pode ser uma opção de tratamento razoável para esta população.

Fonte: The Lancet Diabetes8 & Endocrinology, publicação online, de 8 de abril de 2014 

NEWS.MED.BR, 2014. Cirurgia bariátrica pode ser opção de tratamento para diabéticos tipo 2 com sobrepeso: ensaio clínico publicado pelo The Lancet Diabetes & Endocrinology. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/538234/cirurgia-bariatrica-pode-ser-opcao-de-tratamento-para-diabeticos-tipo-2-com-sobrepeso-ensaio-clinico-publicado-pelo-the-lancet-diabetes-amp-endocrinology.htm>. Acesso em: 23 out. 2019.

Complementos

1 Cirurgia Bariátrica:
2 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
3 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
4 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
5 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
6 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
7 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
8 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
9 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
10 Mmol/L: Milimols por litro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
11 Mg/dL: Miligramas por decilitro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
Gostou do artigo? Compartilhe!