Gostou do artigo? Compartilhe!

Anemia deve ser pesquisada precocemente em diabéticos, segundo artigo publicado na Diabetes Research and Clinical Practice

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores do University Hospital Aintree Foundation Trust, em Liverpool, avaliaram a prevalência1 e a associação entre anemia2 e albumina3 urinária em diabéticos. A anemia2 foi diagnosticada em 118 dos 502 (23,5%) diabéticos que participaram da pesquisa. Os pacientes com anemia2 eram mais idosos, apresentavam índice albumina3/creatinina4 urinário mais alto e taxa de filtração glomerular mais baixa.

A incidência5 de anemia2 aumentou significativamente de 19% nos pacientes com índice albumina3/creatinina4 normal para 29% naqueles com microalbuminúria6, e 41% nos com macroalbuminúria7. Como os valores da taxa de filtração glomerular são semelhantes em pacientes com microalbuminúria6 e normoalbuminúria, um declínio na função renal8 não pode explicar um aumento na prevalência1 de anemia2 naqueles com microalbuminúria6 comparados aos com normoalbuminúria. Os autores do estudo recomendam rastreamento precoce de anemia2 e seu tratamento em pacientes com diabetes9.

Fonte: Diabetes9 Research and Clinical Practice

 

NEWS.MED.BR, 2009. Anemia deve ser pesquisada precocemente em diabéticos, segundo artigo publicado na Diabetes Research and Clinical Practice. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/41368/anemia-deve-ser-pesquisada-precocemente-em-diabeticos-segundo-artigo-publicado-na-diabetes-research-and-clinical-practice.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
2 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
3 Albumina: Proteína encontrada no plasma, com importantes funções, como equilíbrio osmótico, transporte de substâncias, etc.
4 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
5 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
6 Microalbuminúria: Pequena quantidade da proteína chamada albumina presente na urina, detectável por exame laboratorial. É um sinal precoce de dano aos rins (nefropatia), uma complicação comum e séria do diabetes. A ADA (American Diabetes Association) recomenda que as pessoas com diabetes tipo 2 testem a microalbuminúria no momento do diagnóstico e uma vez por ano após o diagnóstico. Pessoas com diabetes tipo 1 devem ser testadas após 5 anos do diagnóstico e a cada ano após o diagnóstico. A microalbuminúria é evitada com o controle da glicemia, redução na pressão sangüínea e modificação na dieta.
7 Macroalbuminúria: Macroalbuminúria ou nefropatia clínica, também conhecida como fase de proteinúria. Nesta fase, os pacientes apresentam excreção urinária de albumina maior ou igual a 200 microgramas por minuto ou proteinúria maior ou igual a 500 mg em 24 horas.
8 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
9 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Complementos

23/09/2009 - Complemento feito por Luiz
Re: Anemia deve ser pesquisada precocemente em diabéticos, segundo artigo publicado na Diabetes Research and Clinical Practice
Prezados Senhores,

Realmente interessante a relação entre a albumina urinária e o desenvolvimento de anemia em pacientes diabéticos. Consonante com o artigo, provavelmente a relação causa-consequência não se baseia na diminuição da função renal mas, conforme alguns estudos sugerem, é possível que o quadro anêmico se relacione com um aumento da renina plasmática, observada em diabéticos que pode levar, também, a doenças cardiovasculares.
Gostaria de aproveitar a oportunidade para solicitar-lhes autorização para reproduzir algumas notícias da News Med, logicamente indicando a fonte e autoria, no site de minha consultoria direcionada a alunos e profissionais das ciências da saúde.

Obrigado,
Prof. Dr. Luiz Henrique Amarante

  • Entrar
  • Assinar