Gostou do artigo? Compartilhe!

TRH combinada pode aumentar a taxa de mortalidade em mulheres com câncer de pulmão, segundo artigo publicado no The Lancet

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Women's Health Initiative (WHI) - estudo randomizado1, duplo-cego que foi realizado em 40 centros de saúde2 dos Estados Unidos - contou com a participação de 16.608 mulheres na pós-menopausa3, com idades entre 50 e 79 anos, útero4 intacto, recebendo uma dose diária de terapia de reposição hormonal (TRH) conjugada - 0,625 mg de estrogênio conjugado com 2,5 mg de acetato de medroxiprogesterona (n= 8506) ou placebo5 (n=8102). Os pesquisadores estudaram a incidência6 e a taxa de mortalidade7 de todos os tipos de câncer8 de pulmão9 (câncer8 de pulmão9 de pequenas células10 e os de não pequenas células10), usando dados de tratamento e do período pós-intervenção.

Depois de um período médio de seguimento de 5 a 6 anos de tratamento e de 2 a 4 anos de acompanhamento adicional, 109 mulheres que usaram a terapia combinada11 foram diagnosticadas com câncer8 de pulmão9, comparadas a 85 do grupo que recebeu placebo5. Noventa e seis das que estavam em uso de TRH apresentaram câncer8 de pulmão9 não pequenas células10, comparadas a 72 que receberam placebo5. Mais mulheres recebendo terapia hormonal morreram de câncer8 do pulmão9 do que aquelas que receberam placebo5 (73 versus 40 mortes). Observou-se principalmente um grande número de mortes de carcinoma12 de pulmão9 não pequenas células10 no grupo que recebeu TRH (62 versus 31 mortes). A incidência6 e a mortalidade7 foram semelhantes entre os grupos em relação ao carcinoma12 de pequenas células10.

Embora a TRH não tenha mostrado aumentar a incidência6 do câncer8 de pulmão9, ela aumentou o número de mortes por este tipo de tumor13, em particular as mortes por carcinoma12 não pequenas células10. Estas considerações devem ser incorporadas às discussões sobre riscos versus benefícios em mulheres que farão TRH e que têm risco aumentado para desenvolver tumores malignos de pulmão9.

Fonte:
The Lancet – publicação online de 20 de setembro de 2009

NEWS.MED.BR, 2009. TRH combinada pode aumentar a taxa de mortalidade em mulheres com câncer de pulmão, segundo artigo publicado no The Lancet. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/41298/trh-combinada-pode-aumentar-a-taxa-de-mortalidade-em-mulheres-com-cancer-de-pulmao-segundo-artigo-publicado-no-the-lancet.htm>. Acesso em: 17 jul. 2019.

Complementos

1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
4 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
5 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
6 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
8 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
9 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
10 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
11 Terapia combinada: Uso de medicações diferentes ao mesmo tempo (agentes hipoglicemiantes orais ou um agente hipoglicemiante oral e insulina, por exemplo) para administrar os níveis de glicose sangüínea em pessoas com diabetes tipo 2.
12 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
13 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
Gostou do artigo? Compartilhe!