Atalho: 6Y8UGO1
Gostou do artigo? Compartilhe!

NEJM: metabolismo microbiano intestinal de fosfatidilcolina e aumento do risco de eventos cardiovasculares

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudos recentes em animais demonstraram uma ligação mecânica entre o metabolismo1 microbiano intestinal da porção de colina em fosfatidilcolina dietética (lecitina) e a doença arterial coronariana por meio da produção de um metabólito2 pró-aterosclerótico, a trimetilamina-N-óxido (TMAO). Neste estudo, publicado pelo New England Journal of Medicine, foi investigada a relação entre o metabolismo1 dependente da microbiota3 intestinal de fosfatidilcolina dietética, os níveis de TMAO e os eventos adversos cardiovasculares em seres humanos.

Foram quantificados os níveis plasmáticos e urinários de TMAO e os níveis plasmáticos de colina e betaína por meio de cromatografia líquida e espectrometria de massa após a ingestão do chamado “desafio fosfatidilcolina”, ou seja, após a ingestão de dois ovos cozidos e fosfatidilcolina marcada com deutério [D9] em indivíduos saudáveis, antes e após a supressão da microbiota3 intestinal com antibióticos orais de amplo espectro. Os cientistas ainda examinaram a relação entre os níveis plasmáticos de TMAO em jejum e os principais eventos cardiovasculares adversos incidentes4 (morte, infarto do miocárdio5 ou acidente vascular cerebral6) durante 3 anos de acompanhamento em 4007 pacientes submetidos a cineangiocoronariografia eletiva7.

Os resultados mostraram aumentos dependentes do tempo nos níveis de TMAO e D9, bem como de outros metabólitos8 de colina, após o “desafio fosfatidilcolina”. Os níveis plasmáticos de TMAO foram marcadamente reduzidos após a administração de antibióticos e depois reapareceram quando os antibióticos foram retirados. Níveis plasmáticos aumentados de TMAO foram associados a um aumento do risco de um evento cardiovascular adverso. Um nível elevado TMAO previu um aumento do risco de eventos cardiovasculares adversos após ajustes para os fatores de risco tradicionais (P <0,001), bem como em subgrupos de menor risco.

Concluiu-se que a produção de TMAO é dependente do metabolismo1 pela microbiota3 intestinal. E que níveis aumentados de TMAO estão associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares adversos

Fonte: NEJM, de 25 de abril de 2013

 

 

NEWS.MED.BR, 2013. NEJM: metabolismo microbiano intestinal de fosfatidilcolina e aumento do risco de eventos cardiovasculares. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/350294/nejm-metabolismo-microbiano-intestinal-de-fosfatidilcolina-e-aumento-do-risco-de-eventos-cardiovasculares.htm>. Acesso em: 10 jul. 2020.

Complementos

1 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
2 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
3 Microbiota: Em ecologia, chama-se microbiota ao conjunto dos microrganismos que habitam um ecossistema, principalmente bactérias, protozoários e outros microrganismos que têm funções importantes na decomposição da matéria orgânica e, portanto, na reciclagem dos nutrientes. Fazem parte da microbiota humana uma quantidade enorme de bactérias que vivem em harmonia no organismo e auxiliam a ação do sistema imunológico e a nutrição, por exemplo.
4 Incidentes: 1. Que incide, que sobrevém ou que tem caráter secundário; incidental. 2. Acontecimento imprevisível que modifica o desenrolar normal de uma ação. 3. Dificuldade passageira que não modifica o desenrolar de uma operação, de uma linha de conduta.
5 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
6 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
7 Eletiva: 1. Relativo à eleição, escolha, preferência. 2. Em medicina, sujeito à opção por parte do médico ou do paciente. Por exemplo, uma cirurgia eletiva é indicada ao paciente, mas não é urgente. 3. Cujo preenchimento depende de eleição (diz-se de cargo). 4. Em bioquímica ou farmácia, aquilo que tende a se combinar com ou agir sobre determinada substância mais do que com ou sobre outra.
8 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!