Atalho: 6AQF2EF
Gostou do artigo? Compartilhe!

Excesso de peso aumenta risco de acne em adolescentes, publicado pelo Archives of Dermatology

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A prevalência1 de acne2 moderada a grave em adolescentes é de 10 a 20% e está associada a problemas psicossociais. Há um crescente interesse em estabelecer associações entre dieta, estilo de vida e acne2. No entanto, as relações atuais permanecem controversas.

Por outro lado, o número de crianças e adolescentes obesos está aumentando. O objetivo do presente trabalho foi estabelecer uma associação entre o índice de massa corporal3 (IMC4) e a presença de acne2 em adolescentes.

O estudo transversal, com cerca de 3.600 adolescentes, de 18 e 19 anos, que não estavam procurando por serviço de saúde5, em Oslo, na Noruega, foi aprovado pelo The Regional Committee for Medical Research Ethics. Os pesquisadores descobriram que os adolescentes com sobrepeso6 ou obesidade7 - particularmente jovens do sexo feminino - foram significativamente mais propensos a desenvolver acne2 do que os adolescentes com peso normal.

As hipóteses que talvez possam explicar esta associação é que o excesso de andrógenos8 no organismo, em decorrência da obesidade7, pode provocar acne2. O fato de ter uma pele9 com aparência acneica pode causar tensão, liberando hormônios de estresse que pioram ainda mais as lesões10.

Fonte: Archives of Dermatology - Volume 148, número 1, de janeiro de 2012

NEWS.MED.BR, 2012. Excesso de peso aumenta risco de acne em adolescentes, publicado pelo Archives of Dermatology. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/257370/excesso-de-peso-aumenta-risco-de-acne-em-adolescentes-publicado-pelo-archives-of-dermatology.htm>. Acesso em: 25 nov. 2020.

Complementos

1 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
2 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
3 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
4 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
6 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
7 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
8 Andrógenos: Termo genérico para qualquer composto natural ou sintético, geralmente um hormônio esteróide, que estimula ou controla o desenvolvimento e manutenção das características masculinas em vertebrados ao ligar-se a receptores andrógenos. Isso inclui a atividade dos órgãos sexuais masculinos acessórios e o desenvolvimento de características sexuais secundárias masculinas. Também são os esteróides anabólicos originais. São precursores de todos os estrógenos, os hormônios sexuais femininos. São exemplos de andrógenos: testosterona, dehidroepiandrosterona (DHEA), androstenediona (Andro), androstenediol, androsterona e dihidrotestosterona (DHT).
9 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
10 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
Gostou do artigo? Compartilhe!