Gostou do artigo? Compartilhe!

American Academy of Pediatrics recomenda dosagem de colesterol para crianças a partir de dois anos que tenham fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Associação Americana de Pediatria (American Academy of Pediatrics) estabeleceu novas recomendações para screening e tratamento de alterações no metabolismo1 lipídico de crianças. O novo guideline “Lipid Screening and Cardiovascular Health in Childhood” foi publicado em julho de 2008 e recomenda a dosagem de colesterol2 para crianças e adolescentes com história familiar de hipercolesterolemia3 ou de doenças cardíacas, e também para aqueles com história familiar desconhecida que tenham outros fatores de risco para doenças cardíacas incluindo obesidade4, pressão alta (hipertensão arterial5) ou diabetes mellitus6.

O screening deve ser realizado dos dois anos de idade até os dez anos. O melhor método a ser utilizado é o lipidograma. Caso a criança tenha valores normais, o exame deve ser novamente solicitado em um intervalo de 3 a 5 anos.

Para as crianças com mais de 8 anos que tenham níveis altos (acima de 190 miligramas por decilitro - mg/dl7) de LDL colesterol8 (“colesterol ruim”), medicações para reduzir o colesterol2 devem ser consideradas no tratamento para que estes níveis fiquem abaixo de 160 mg/dl7. Pacientes jovens com colesterol2 elevado devem focar na redução do peso corporal e no aumento das atividades físicas regulares, além de receber orientações nutricionais. O novo guideline também recomenda o uso de produtos lácteos com baixo teor de gordura9, como leites desnatados, para crianças a partir de um ano de idade que estejam obesas ou com sobrepeso10.

Veja o guideline completo em:
Lipid Screening and Cardiovascular Health in Childhood

 

Para acompanhar o crescimento do seu filho: https://www.centralx11.com.br/crianca/index.pl

NEWS.MED.BR, 2008. American Academy of Pediatrics recomenda dosagem de colesterol para crianças a partir de dois anos que tenham fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/20340/american-academy-of-pediatrics-recomenda-dosagem-de-colesterol-para-criancas-a-partir-de-dois-anos-que-tenham-fatores-de-risco-para-o-desenvolvimento-de-doencas-cardiacas.htm>. Acesso em: 15 set. 2019.

Complementos

1 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
2 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
3 Hipercolesterolemia: Aumento dos níveis de colesterol do sangue. Está associada a uma maior predisposição ao desenvolvimento de aterosclerose.
4 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
5 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
6 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
7 Mg/dL: Miligramas por decilitro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
8 LDL colesterol: Do inglês low-density lipoprotein cholesterol, colesterol de baixa densidade ou colesterol ruim.
9 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
10 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
11 Centralx: Empresa fornecedora de produtos e serviços na área de medicina. Fundada em 1989 a Centralx é líder no mercado de softwares e sistemas de informação médicos no Brasil.
Gostou do artigo? Compartilhe!