Atalho: 5S9LPCJ
Gostou do artigo? Compartilhe!

PLoS ONE: dieta rica em gordura trans pode estar relacionada à depressão

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Evidências mostram que uma dieta rica em gorduras trans1 pode estar relacionada a um risco maior de depressão, segundo mostra o “The SUN Project”, cujo resultado foi publicado no periódico PLoS ONE.

Estudo prospectivo2, com a participação de 12.059 estudantes espanhóis (média de idade de 37,5 anos), inicialmente sem depressão, avaliou a ingestão de gorduras trans1, gorduras saturadas3, poliinsaturadas e monoinsaturadas destes jovens e sua relação com a depressão. Durante um seguimento médio de 6 anos, 657 novos casos da doença foram diagnosticados.

Os resultados mostram que a maior ingestão de gorduras trans1 está associada ao risco de depressão, enquanto que a ingestão de gorduras poliinsaturadas – um tipo mais saudável de gordura4, encontrada no azeite de oliva, por exemplo - tem uma relação fraca com a patologia5.

Isto sugere que as doenças cardiovasculares6 e a depressão podem ter alguns determinantes nutricionais em comum. Gorduras trans1 causam inflamação7 no organismo. No coração8, elas colaboram para a formação das placas9 que levam às doenças cardíacas. No cérebro10, podem interferir com a secreção de substâncias inflamatórias que interferem nos neurotransmissores, podendo alterar o humor, como acreditam os pesquisadores.

Fonte: PLoS ONE

NEWS.MED.BR, 2011. PLoS ONE: dieta rica em gordura trans pode estar relacionada à depressão. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/171017/plos-one-dieta-rica-em-gordura-trans-pode-estar-relacionada-a-depressao.htm>. Acesso em: 2 mar. 2021.

Complementos

1 Gorduras trans: Tipo específico de gordura formada por um processo de hidrogenação natural (ocorrido no rúmen de animais) ou industrial. Esta hidrogenação industrial transforma óleos vegetais líquidos em gordura sólida à temperatura ambiente e são utilizadas para melhorar a consistência dos alimentos e também aumentar a vida de prateleira de alguns produtos. Mas o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras trans pode causar aumento do colesterol total e do colesterol ruim (LDL-colesterol) e também redução dos níveis de colesterol bom (HDL-colesterol).
2 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
3 Gorduras saturadas: Elas são encontradas principalmente em produtos de origem animal. Em temperatura ambiente, apresentam-se em estado sólido. Estão nas carnes vermelhas e brancas (principalmente gordura da carne e pele das aves e peixes), leite e seus derivados integrais (manteiga, creme de leite, iogurte, nata) e azeite de dendê.
4 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
5 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
6 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
7 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
8 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
9 Placas: 1. Lesões achatadas, semelhantes à pápula, mas com diâmetro superior a um centímetro. 2. Folha de material resistente (metal, vidro, plástico etc.), mais ou menos espessa. 3. Objeto com formato de tabuleta, geralmente de bronze, mármore ou granito, com inscrição comemorativa ou indicativa. 4. Chapa que serve de suporte a um aparelho de iluminação que se fixa em uma superfície vertical ou sobre uma peça de mobiliário, etc. 5. Placa de metal que, colocada na dianteira e na traseira de um veículo automotor, registra o número de licenciamento do veículo. 6. Chapa que, emitida pela administração pública, representa sinal oficial de concessão de certas licenças e autorizações. 7. Lâmina metálica, polida, usualmente como forma em processos de gravura. 8. Área ou zona que difere do resto de uma superfície, ordinariamente pela cor. 9. Mancha mais ou menos espessa na pele, como resultado de doença, escoriação, etc. 10. Em anatomia geral, estrutura ou órgão chato e em forma de placa, como uma escama ou lamela. 11. Em informática, suporte plano, retangular, de fibra de vidro, em que se gravam chips e outros componentes eletrônicos do computador. 12. Em odontologia, camada aderente de bactérias que se forma nos dentes.
10 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
Gostou do artigo? Compartilhe!