Gostou do artigo? Compartilhe!

Descobertas preliminares não sinalizaram problemas de segurança da vacina de mRNA contra a Covid-19 em grávidas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Muitas grávidas nos Estados Unidos estão recebendo vacinas de RNA mensageiro (mRNA) contra a Covid-19, mas os dados são limitados sobre sua segurança na gravidez1.

Neste estudo, publicado pelo The New England Journal of Medicine, de 14 de dezembro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021, pesquisadores usaram os dados do sistema de vigilância “v-safe after vacination health checker”, o registro de gravidez1 v-safe e o Vaccine Adverse Event Reporting System (VAERS) para caracterizar a segurança inicial de vacinas de mRNA contra a Covid-19 em grávidas.

Leia sobre "A gravidez1 e o Coronavírus" e "Eficácia das vacinas atualmente em uso contra a COVID-19".

Um total de 35.691 participantes do v-safe de 16 a 54 anos de idade se identificaram como grávidas. Dor no local da injeção2 foi relatada com mais frequência em mulheres grávidas do que em mulheres não grávidas, enquanto cefaleia3, mialgia4, calafrios5 e febre6 foram relatados com menos frequência.

Entre 3.958 participantes inscritas no registro de gravidez1 v-safe, 827 tiveram uma gravidez1 completa, das quais 115 (13,9%) resultaram em uma perda de gravidez1 e 712 (86,1%) resultaram em um nascimento (principalmente entre as participantes com vacinação no terceiro trimestre).

Os desfechos neonatais adversos incluíram nascimento prematuro (em 9,4%) e tamanho pequeno para a idade gestacional (em 3,2%); nenhuma morte neonatal foi relatada.

Embora não sejam diretamente comparáveis, as proporções calculadas de resultados adversos da gravidez1 e neonatais em pessoas vacinadas contra Covid-19 que tiveram uma gravidez1 completa foram semelhantes às incidências relatadas em estudos envolvendo grávidas que foram conduzidos antes da pandemia7 de Covid-19.

Entre 221 eventos adversos relacionados à gravidez1 relatados ao VAERS, o evento mais frequentemente relatado foi o aborto espontâneo (46 casos).

Os achados preliminares não sinalizaram problemas de segurança óbvios entre as gestantes que receberam vacinas de mRNA contra a Covid-19. No entanto, um acompanhamento mais longitudinal, incluindo o acompanhamento de um grande número de mulheres vacinadas no início da gravidez1, é necessário para informar os resultados maternos, da gravidez1 e do bebê.

Veja também sobre "Reações às vacinas contra a covid-19", "Covid-19, gravidez1 e parto" e "Aborto: o que é".

 

Fonte: The New England Journal of Medicine, publicação em 17 de junho de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Descobertas preliminares não sinalizaram problemas de segurança da vacina de mRNA contra a Covid-19 em grávidas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1396435/descobertas-preliminares-nao-sinalizaram-problemas-de-seguranca-da-vacina-de-mrna-contra-a-covid-19-em-gravidas.htm>. Acesso em: 16 out. 2021.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
3 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
4 Mialgia: Dor que se origina nos músculos. Pode acompanhar outros sintomas como queda no estado geral, febre e dor de cabeça nas doenças infecciosas. Também pode estar associada a diferentes doenças imunológicas.
5 Calafrios: 1. Conjunto de pequenas contrações da pele e dos músculos cutâneos ao longo do corpo, muitas vezes com tremores fortes e palidez, que acompanham uma sensação de frio provocada por baixa temperatura, má condição orgânica ou ainda por medo, horror, nojo, etc. 2. Sensação de frio e tremores fortes, às vezes com bater de dentes, que precedem ou acompanham acessos de febre.
6 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
7 Pandemia: É uma epidemia de doença infecciosa que se espalha por um ou mais continentes ou por todo o mundo, causando inúmeras mortes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a pandemia pode se iniciar com o aparecimento de uma nova doença na população, quando o agente infecta os humanos, causando doença séria ou quando o agente dissemina facilmente e sustentavelmente entre humanos. Epidemia global.
Gostou do artigo? Compartilhe!