Gostou do artigo? Compartilhe!

Análise de 12 coortes de AVC isquêmico agudo identifica locais estratégicos de infarto para comprometimento cognitivo pós-AVC

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O comprometimento cognitivo1 pós-AVC (CGPA) ocorre em aproximadamente metade das pessoas no primeiro ano após o AVC. A localização do infarto2 é um determinante potencial de CGPA, mas um mapa abrangente de localizações estratégicas de infarto2 preditivas de CGPA não está disponível.

O objetivo desta análise, publicada no The Lancet Neurology, foi identificar os locais de infarto2 mais fortemente preditivos de comprometimento cognitivo1 após acidente vascular cerebral3 isquêmico4 agudo5 e usar essas informações para desenvolver um modelo de previsão.

Neste estudo multi-coorte6 de grande escala de mapeamento de lesão7-sintoma8, reuniu-se e harmonizou-se dados individuais do paciente de 12 coortes por meio do consórcio Metanálises em Localizações Estratégicas de Lesão7 para Deficiência Cognitiva9 Vascular10 usando o Mapeamento de Lesão7-Sintoma8 (Meta VCI Map).

Leia sobre "Doenças cerebrovasculares", "Acidente Vascular Cerebral3 ou Derrame11 Cerebral" e "Isquemia12 cerebral transitória".

As coortes identificadas (a partir de 1º de janeiro de 2019) incluíram pacientes com infartos sintomáticos agudos em tomografia computadorizada13 ou ressonância magnética14 (com segmentações de infarto2 disponíveis) e uma avaliação cognitiva9 em até 15 meses após o início do AVC isquêmico4 agudo5.

O CGPA foi definido como desempenho inferior ao quinto percentil dos dados normativos locais, em pelo menos um domínio cognitivo1 em uma avaliação neuropsicológica de vários domínios ou na Avaliação Cognitiva9 de Montreal.

O mapeamento de lesão7-sintoma8 baseado em voxel (MLSV) foi usado para calcular os odds ratios (ORs) baseados em voxel para CGPA que foram mapeados em um modelo cerebral tridimensional para visualizar o risco de CGPA por local. Para o modelo de predição de risco de CGPA, uma pontuação de impacto da localização em uma escala de 5 pontos foi derivada dos resultados de MLSV com base no coeficiente médio de voxel (ln [OR]) dentro do infarto2 de cada paciente.

Foi feita validação interna-externa combinada por validação cruzada deixando uma coorte6 de fora para todas as 12 coortes usando regressão logística.

O desempenho preditivo de um modelo univariável com apenas a pontuação de impacto da localização foi comparado com um modelo multivariável com adição de outros preditores clínicos de CGPA (idade, sexo, educação, intervalo de tempo entre o início do AVC e avaliação cognitiva9, histórico de AVC e volume total do infarto2).

O teste de avaliações visuais foi feito por três médicos, e a precisão, a confiabilidade interexaminador e a confiabilidade intraexaminador foram avaliadas com o kappa ponderado de Cohen.

Nessa amostra de 2.950 pacientes (idade média de 66,8 anos [DP 11,6]; 1.157 [39,2%] mulheres), 1.286 (43,6%) tinham CGPA. Conseguiu-se uma alta cobertura de lesões15 cerebrais nas análises (86,9%).

Infartos nos lobos16 frontotemporais esquerdos, tálamo17 esquerdo e lobo parietal18 direito foram fortemente associados com CGPA (após a correção da taxa de descoberta falsa, q <0,01; ORs em voxel >20).

Na validação cruzada, a pontuação do impacto da localização mostrou boa correspondência, com base na avaliação visual da qualidade do ajuste, entre o risco previsto e observado de CGPA entre as coortes após o ajuste para ocorrência de CGPA específica da coorte6.

As validações cruzadas mostraram que a pontuação do impacto da localização por si só teve desempenho semelhante ao modelo combinado com outros preditores de CGPA, enquanto permitindo uma avaliação visual fácil.

Portanto, o modelo univariável com apenas a pontuação do impacto da localização foi selecionado como o modelo final.

Correspondência entre as avaliações visuais e a pontuação do impacto da localização real (kappa ponderado de Cohen: intervalo 0,88-0,92), concordância interexaminador (0,85-0,87) e concordância intraexaminador (para um único avaliador, 0,95) estavam todos altos.

Até onde se sabe, este estudo fornece o primeiro mapa abrangente de localizações estratégicas de infarto2 associadas ao risco de comprometimento cognitivo1 pós-AVC. Uma pontuação de impacto da localização foi derivada deste mapa que previu de forma robusta o CGPA em todas as coortes.

Além disso, desenvolveu-se uma escala de avaliação visual rápida e confiável que pode no futuro ser aplicada por médicos para identificar pacientes individuais em risco de comprometimento cognitivo1 pós-AVC.

Veja também sobre "Hemorragia19 cerebral" e "Acidente vascular cerebral3 em jovens".

 

Fonte: The Lancet Neurology, publicação em 23 de abril de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Análise de 12 coortes de AVC isquêmico agudo identifica locais estratégicos de infarto para comprometimento cognitivo pós-AVC. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1393695/analise-de-12-coortes-de-avc-isquemico-agudo-identifica-locais-estrategicos-de-infarto-para-comprometimento-cognitivo-pos-avc.htm>. Acesso em: 16 jun. 2021.

Complementos

1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Infarto: Morte de um tecido por irrigação sangüínea insuficiente. O exemplo mais conhecido é o infarto do miocárdio, no qual se produz a obstrução das artérias coronárias com conseqüente lesão irreversível do músculo cardíaco.
3 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
4 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
5 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
6 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
7 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
8 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
9 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
10 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
11 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
12 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
13 Tomografia computadorizada: Exame capaz de obter imagens em tons de cinza de “fatias” de partes do corpo ou de órgãos selecionados, as quais são geradas pelo processamento por um computador de uma sucessão de imagens de raios X de alta resolução em diversos segmentos sucessivos de partes do corpo ou de órgãos.
14 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
15 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
16 Lobos: Lobo Frontal Lobo Parietal Lobo Temporal Lobo Occipital
17 Tálamo: Corpos pareados (contendo principalmente substância cinzenta), que formam uma parte da parede lateral do terceiro ventrículo do cérebro. O tálamo é a maior porção do diencéfalo, sendo geralmente dividido em agregados celulares (conhecidos como grupos nucleares).
18 Lobo parietal:
19 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!