Gostou do artigo? Compartilhe!

Lúpus eritematoso sistêmico está associado a um risco mais alto de insuficiência cardíaca e outros desfechos cardiovasculares

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os dados sobre resultados cardiovasculares em longo prazo no lúpus1 eritematoso2 sistêmico3 (LES) são esparsos. Este estudo, publicado pelo Journal of the American College of Cardiology, procurou examinar o risco a longo prazo e o prognóstico4 associados a desfechos cardiovasculares, incluindo insuficiência cardíaca5 (IC), em pacientes com LES.

Saiba mais sobre "Lúpus1 eritematoso2", "Doenças cardiovasculares6" e "Doenças autoimunes7".

Usando registros administrativos dinamarqueses, os riscos de desfechos foram comparados entre pacientes com LES (diagnosticados de 1996 a 2018, sem histórico de doença cardiovascular) e indivíduos de controle pareados por idade, sexo e comorbidade8 da população de segundo plano (pareados 1:4). Além disso, a mortalidade9 após o diagnóstico10 de IC foi comparada entre pacientes com LES que desenvolvem IC e indivíduos controle sem LES de mesma idade e sexo com IC (pareados 1:4).

Um total de 3.411 pacientes com LES (idade mediana: 44,6 anos [percentil 25 a 75: 31,9 a 57,0 anos]; 14,1% homens) foram pareados com 13.644 indivíduos controle. O acompanhamento médio foi de 8,5 anos (percentil 25 a 75: 4,0 a 14,4 anos).

Os riscos absolutos de resultados em 10 anos foram:

  • IC, 3,71% (intervalo de confiança [IC] de 95%: 3,02% a 4,51%) para pacientes11 com LES, 1,94% (IC 95%: 1,68% a 2,24%) para indivíduos controle;
  • fibrilação atrial, 4,35% (IC 95%: 3,61% a 5,18%) para pacientes11 com LES, 2,82% (IC 95%: 2,50% a 3,16%) para indivíduos controle;
  • acidente vascular cerebral12 isquêmico13, 3,75% (IC 95%: 3,06% a 4,54%) para pacientes11 com LES, 1,92% (IC 95%: 1,66% a 2,20%) para indivíduos controle;
  • infarto do miocárdio14, 2,17% (IC 95%: 1,66% a 2,80%) para pacientes11 com LES, 1,49% (IC 95%: 1,26% a 1,75%) para indivíduos controle;
  • tromboembolismo15 venoso, 6,03% (IC 95%: 5,17% a 6,98%) para pacientes11 com LES, 1,68% (IC 95%: 1,44% a 1,95%) para indivíduos controle;
  • e o composto de implante16 de cardioversor-desfibrilador implantável / arritmias17 ventriculares / parada cardíaca, 0,89% (IC 95%: 0,58% a 1,31%) para pacientes11 com LES, 0,30% (IC 95%: 0,20% a 0,43%) para indivíduos controle.

O LES com IC subsequente foi associado a maior mortalidade9 em comparação com a IC sem LES (razão de risco ajustada: 1,50; IC 95%: 1,08 a 2,08).

O estudo concluiu que os pacientes com lúpus1 eritematoso2 sistêmico3 tiveram um risco associado mais alto de insuficiência cardíaca5 e outros desfechos cardiovasculares em comparação com os controles pareados. Entre os pacientes que desenvolveram insuficiência cardíaca5, história de lúpus1 eritematoso2 sistêmico3 foi associada a maior mortalidade9.

Leia sobre "Insuficiência cardíaca5" e "Sete passos para um coração18 saudável".

 

Fonte: JACC, Vol. 77, Nº14, em abril de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Lúpus eritematoso sistêmico está associado a um risco mais alto de insuficiência cardíaca e outros desfechos cardiovasculares. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1392160/lupus-eritematoso-sistemico-esta-associado-a-um-risco-mais-alto-de-insuficiencia-cardiaca-e-outros-desfechos-cardiovasculares.htm>. Acesso em: 15 mai. 2021.

Complementos

1 Lúpus: 1. É uma inflamação crônica da pele, caracterizada por ulcerações ou manchas, conforme o tipo específico. 2. Doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. Nesta patologia, a defesa imunológica do indivíduo se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, podem confundir e retardar o diagnóstico. Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos especializados no assunto.
2 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
3 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
4 Prognóstico: 1. Juízo médico, baseado no diagnóstico e nas possibilidades terapêuticas, em relação à duração, à evolução e ao termo de uma doença. Em medicina, predição do curso ou do resultado provável de uma doença; prognose. 2. Predição, presságio, profecia relativos a qualquer assunto. 3. Relativo a prognose. 4. Que traça o provável desenvolvimento futuro ou o resultado de um processo. 5. Que pode indicar acontecimentos futuros (diz-se de sinal, sintoma, indício, etc.). 6. No uso pejorativo, pernóstico, doutoral, professoral; prognóstico.
5 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
6 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
7 Autoimunes: 1. Relativo à autoimunidade (estado patológico de um organismo atingido por suas próprias defesas imunitárias). 2. Produzido por autoimunidade. 3. Autoalergia.
8 Comorbidade: Coexistência de transtornos ou doenças.
9 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
10 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
11 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
12 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
13 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
14 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
15 Tromboembolismo: Doença produzida pela impactação de um fragmento de um trombo. É produzida quando este se desprende de seu lugar de origem, e é levado pela corrente sangüínea até produzir a oclusão de uma artéria distante do local de origem do trombo. Esta oclusão pode ter diversas conseqüências, desde leves até fatais, dependendo do tamanho do vaso ocluído e do tipo de circulação do órgão onde se deu a oclusão.
16 Implante: 1. Em cirurgia e odontologia é o material retirado do próprio indivíduo, de outrem ou artificialmente elaborado que é inserido ou enxertado em uma estrutura orgânica, de modo a fazer parte integrante dela. 2. Na medicina, é qualquer material natural ou artificial inserido ou enxertado no organismo. 3. Em patologia, é uma célula ou fragmento de tecido, especialmente de tumores, que migra para outro local do organismo, com subsequente crescimento.
17 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
18 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
Gostou do artigo? Compartilhe!