Gostou do artigo? Compartilhe!

Cortisol mais alto associado a menor volume cerebral e perda de memória, principalmente em mulheres

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Através de dados do estudo The Framingham Heart Study, pesquisadores da Divisão de Endocrinologia, Diabetes1 e Hipertensão2 do Brigham and Women's Hospital / Harvard Medical School, em Boston, e do National Heart, Lung, and Blood Institute, em Maryland, avaliaram a associação do cortisol sérico matutino com o desempenho cognitivo3 e a integridade estrutural do cérebro4 em adultos sem demência5.

Foram avaliados os dados dos participantes do Framingham Heart Study (geração 3), livres de demência5 (média de idade de 48,5 anos; 46,8% homens), submetidos a testes cognitivos6 para memória, raciocínio abstrato, percepção visual, atenção e função executiva7 (n=2.231) e ressonância nuclear magnética (RNM) cranioencefálica (n=2.018) para avaliar a massa branca total, substância cinzenta lobar, volumes de hiperintensidade da substância branca e medidas de anisotropia fracionada (AF).

Saiba mais sobre "Demência5" e "Como melhorar a memória".

Os pesquisadores usaram regressão linear e logística para avaliar as relações de cortisol (categorizadas em tercis, com o tercil médio como referência) para medidas de cognição8, volumes de ressonância magnética9, presença de infartos cerebrais encobertos, microhemorragias cerebrais, integridade da substância branca microestrutural baseada em voxel [utilização do método de morfometria baseada em voxel (VMB)] e densidade da matéria cinzenta, ajustando para idade, sexo, APOE e fatores de risco vasculares10.

Níveis mais altos de cortisol (tercil mais alto versus tercil médio) foram associados com pior memória e percepção visual, bem como menor massa cerebral total e volumes de substância cinzenta lobar occipital e frontal. O maior cortisol foi associado a múltiplas áreas de alterações microestruturais (FA regional diminuída), especialmente no esplênio do corpo caloso11 e da corona radiata posterior.

A associação do cortisol com o volume cerebral total variou de acordo com o sexo (p para interação=0,048); cortisol maior foi inversamente associado ao volume cerebral em mulheres (p=0,001), mas não em homens (p=0,717). Não houve modificação de efeito pelo genótipo12 APOE4 das relações de cortisol e cognição8 ou características de imagem.

O cortisol sérico mais elevado associou-se a menores volumes cerebrais e à perda de memória em adultos assintomáticos mais jovens e de meia-idade, sendo a associação evidente principalmente em mulheres.

Leia sobre "Demência5 vascular13", "Como exercitar o cérebro4" e "Maneiras de lidar com o estresse".

 

Fonte: Neurology, em 24 de outubro de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. Cortisol mais alto associado a menor volume cerebral e perda de memória, principalmente em mulheres. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1326558/cortisol-mais-alto-associado-a-menor-volume-cerebral-e-perda-de-memoria-principalmente-em-mulheres.htm>. Acesso em: 18 nov. 2018.

Complementos

1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
3 Desempenho cognitivo: Desempenho dos processos de aprendizagem e de aquisição de conhecimento através da percepção.
4 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
5 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
6 Cognitivos: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
7 Função executiva: Também conhecida como controle cognitivo ou sistema supervisor atencional é um conceito neuropsicológico que se aplica ao processo cognitivo responsável pelo planejamento e execução de atividades, que podem incluir, por exemplo, a iniciação de tarefas, memória de trabalho, atenção sustentada e inibição de impulsos.
8 Cognição: É o conjunto dos processos mentais usados no pensamento, percepção, classificação, reconhecimento e compreensão para o julgamento através do raciocínio para o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas.
9 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
10 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
11 Corpo Caloso: Placa larga composta de fibras densamente mielinizadas que interconectam reciprocamente regiões do córtex de todos os lobos com as regiões correspondentes do hemisfério oposto. O corpo caloso está localizado profundamente na fissura longitudinal.
12 Genótipo: Composição genética de um indivíduo, ou seja, os genes que ele tem.
13 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!