Gostou do artigo? Compartilhe!

Transtornos relacionados ao estresse podem aumentar risco de doença autoimune subsequente

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

As reações psiquiátricas a estressores1 da vida são comuns na população geral e podem resultar em disfunção imunológica. Se essas reações contribuem para o risco de doença autoimune2 ainda não está claro.

O objetivo da presente pesquisa foi determinar se existe uma associação entre distúrbios relacionados ao estresse e doença autoimune2 subsequente. Para isso realizou-se um estudo de coorte3 retrospectivo4 de correspondência de irmãos e populações, realizado na Suécia de 1º de janeiro de 1981 a 31 de dezembro de 2013. A coorte5 incluiu 106.464 pacientes expostos a distúrbios relacionados ao estresse, com 1.064.640 pessoas não expostas pareadas e 126.652 irmãos desses pacientes.

Saiba mais sobre "Doenças autoimunes6" e "Estresse".

Foram consideradas exposições o diagnóstico7 de transtornos relacionados ao estresse, ou seja, transtorno de estresse pós-traumático, reação aguda ao estresse, transtorno de adaptação e outras reações de estresse.

Os principais desfechos foram transtornos relacionados ao estresse e doenças autoimunes6 identificados através do National Patient Register. O modelo de Cox foi utilizado para estimar as razões de risco (HRs) com intervalo de confiança de 95% (IC 95%) de 41 doenças autoimunes6 que apareceram em até um ano após o diagnóstico7 de distúrbios relacionados ao estresse, controlando para múltiplos fatores de risco.

A mediana de idade no diagnóstico7 de transtornos relacionados ao estresse foi de 41 anos (intervalo interquartílico de 33-50 anos) e 40% dos pacientes expostos eram do sexo masculino. Durante um seguimento médio de 10 anos, a taxa de incidência8 de doenças autoimunes6 foi de 9,1, 6,0 e 6,5 por 1000 pessoas-ano entre as coortes expostas, não expostas pareadas e irmãos, respectivamente (diferença de taxa absoluta 3,12 [IC 95% 2,99-3,25] e 2,49 [IC 95% 2,23-2,76] por 1000 pessoas-ano comparados aos grupos de referência baseados em população e irmãos, respectivamente).

Em comparação com a população não exposta, os pacientes com distúrbios relacionados ao estresse apresentaram risco aumentado de doença autoimune2 (HR 1,36 [IC 95% 1,33-1,40]). Os HRs para pacientes9 com transtorno de estresse pós-traumático foram de 1,46 (IC 95% 1,32-1,61) para qualquer doença autoimune2 e 2,29 (IC 95% 1,72-3,04) para doenças autoimunes6 múltiplas (≥3).

Essas associações foram consistentes na comparação baseada em irmãos. Elevações de risco relativo foram mais pronunciadas entre os pacientes mais jovens (HR 1,48 [IC 95% 1,42-1,55]; 1,41 [IC 95% 1,33-1,48]; 1,31 [IC 95% 1,24-1,37]; e 1,23 [IC 95% 1,17-1,30] para idades ≤33, 34-41, 42-50 e ≥51 anos, respectivamente; P para interação <0,001).

O uso persistente de inibidores seletivos de recaptação de serotonina durante o primeiro ano de diagnóstico7 de transtorno de estresse pós-traumático foi associado com risco relativo atenuado de doença autoimune2 (HR 3,64 [IC 95% 2,00-6,62]; 2,65 [IC 95% 1,57-4,45]; e 1,82 [IC 95% 1,09-3,02] para duração ≤179, 180-319 e ≥320 dias, respectivamente; P para tendência = 0,03).

Concluiu-se nesta coorte5 sueca que a exposição a um distúrbio relacionado ao estresse foi significativamente associada ao aumento do risco de doença autoimune2 subsequente, em comparação com indivíduos não expostos pareados e com irmãos. Mais estudos são necessários para entender melhor os mecanismos subjacentes.

Leia sobre "Maneiras de lidar com o estresse", "Estresse pós-traumático" e "Esgotamento mental ou síndrome10 de Burnout".

 

Fonte: JAMA Network, em 19 de junho de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. Transtornos relacionados ao estresse podem aumentar risco de doença autoimune subsequente. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1321358/transtornos-relacionados-ao-estresse-podem-aumentar-risco-de-doenca-autoimune-subsequente.htm>. Acesso em: 20 nov. 2018.

Complementos

1 Estressores: Que ou o que provoca ou conduz ao estresse.
2 Autoimune: 1. Relativo à autoimunidade (estado patológico de um organismo atingido por suas próprias defesas imunitárias). 2. Produzido por autoimunidade. 3. Autoalergia.
3 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
4 Retrospectivo: Relativo a fatos passados, que se volta para o passado.
5 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
6 Autoimunes: 1. Relativo à autoimunidade (estado patológico de um organismo atingido por suas próprias defesas imunitárias). 2. Produzido por autoimunidade. 3. Autoalergia.
7 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
8 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
9 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
10 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
Gostou do artigo? Compartilhe!