Gostou do artigo? Compartilhe!

Exercício físico e saúde cognitiva do cérebro no envelhecimento, estudo de revisão publicado pelo Neurology: Clinical Practice

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Intervenções com uma média de 52 horas em um período de 6 meses - em média cerca de uma hora, três vezes por semana - foram ligadas a melhorias cognitivas específicas em adultos com e sem comprometimento cognitivo1, relataram Joyce Gomes-Osman, da Universidade de Miami Miller School of Medicine, e colegas, no periódico Neurology: Clinical Practice.

Foi realizada uma revisão sistemática com o objetivo de avaliar os ensaios clínicos2 controlados e randomizados que propunham exercícios para influenciar a cognição3 em idosos para (1) avaliar a qualidade metodológica usando os critérios Cochrane, (2) descrever várias medidas de dose de exercício físico e avaliar sua relação com melhor desempenho cognitivo4 e (3) identificar padrões consistentes de efeitos relatados na cognição3.

Os participantes tinham uma idade média de 73 anos e 67,58% eram do sexo feminino. Do total da amostra, 59,41% dos participantes foram classificados como idosos saudáveis, 25,74% tinham comprometimento cognitivo1 leve e 14,85% tinham demência5.

Saiba mais sobre "Atividade física" e "Demência5".

Os resultados mostram que houve boa qualidade metodológica geral em todos os 98 estudos incluídos. A avaliação da relação entre cognição3 melhorada e várias medidas da dose de exercícios (duração da sessão, minutos semanais, frequência, total de semanas e total de horas) revelou uma correlação significativa com o total de horas dispensadas à prática de exercícios físicos. Melhorias na cognição3 global, velocidade de processamento/atenção e função executiva6 foram mais estáveis e consistentes.

O artigo de revisão mostrou que o exercício físico por pelo menos 52 horas em um período de seis meses está associado a um melhor desempenho cognitivo4 em idosos com e sem comprometimento cognitivo1. Modalidades de exercício apoiadas por evidências são as aeróbicas, as de treinamento de resistência (força), os exercícios que envolvem mente e corpo (ioga, Tai Chi Chuan) ou combinações dessas intervenções.

Veja também sobre "Musculação para idosos" e "Exercite seu cérebro7 todos os dias".

 

Fonte: Neurology: Clinical Practice, em 30 de maio de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. Exercício físico e saúde cognitiva do cérebro no envelhecimento, estudo de revisão publicado pelo Neurology: Clinical Practice. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1319623/exercicio-fisico-e-saude-cognitiva-do-cerebro-no-envelhecimento-estudo-de-revisao-publicado-pelo-neurology-clinical-practice.htm>. Acesso em: 25 nov. 2020.

Complementos

1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
3 Cognição: É o conjunto dos processos mentais usados no pensamento, percepção, classificação, reconhecimento e compreensão para o julgamento através do raciocínio para o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas.
4 Desempenho cognitivo: Desempenho dos processos de aprendizagem e de aquisição de conhecimento através da percepção.
5 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
6 Função executiva: Também conhecida como controle cognitivo ou sistema supervisor atencional é um conceito neuropsicológico que se aplica ao processo cognitivo responsável pelo planejamento e execução de atividades, que podem incluir, por exemplo, a iniciação de tarefas, memória de trabalho, atenção sustentada e inibição de impulsos.
7 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
Gostou do artigo? Compartilhe!