Gostou do artigo? Compartilhe!

JAMA: warfarin pode contribuir para reduzir a taxa de incidência de câncer?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Neste estudo de coorte1, baseado em uma população de 1.256.725 pessoas, houve uma taxa de incidência2 de câncer3, ajustada para idade e sexo, significativamente menor entre os usuários de warfarina versus não-usuários. O que indica que o uso de warfarina, prescrito para milhões de adultos em todo o mundo por outras razões, pode estar associado a uma menor incidência2 de câncer3 em uma ampla gama de neoplasias4 malignas.

Leia sobre "Como prevenir o câncer3".

Nos modelos de câncer3, a warfarina inibe a carcinogênese de forma dependente do receptor tirosina5 quinase AXL e aumenta as respostas imunes antitumorais em doses que não atingem os níveis anticoagulantes6. Este estudo investigou a associação entre o uso de warfarina e a incidência2 de câncer3 em uma grande coorte7 populacional não selecionada. O objetivo foi avaliar a associação entre o uso de warfarina e a incidência2 de câncer3.

Este estudo de coorte1 baseado em população com análise de subgrupos usou dados do Norwegian National Registry, juntamente com informações do Norwegian Prescription Database e do Cancer3 Registry of Norway. A coorte7 compreendeu todas as pessoas (n=1.256.725) nascidas entre 1º de janeiro de 1924 e 31 de dezembro de 1954, que residiam na Noruega a partir de 1º de janeiro de 2006 até 31 de dezembro de 2012. A coorte7 foi dividida em 2 grupos - usuários de warfarina e não usuários de warfarina. As pessoas que tomaram warfarina para fibrilação atrial ou flutter fizeram parte de um subgrupo. Os dados foram coletados de 1º de janeiro de 2004 a 31 de dezembro de 2012. A análise de dados foi realizada de 15 de outubro de 2016 a 31 de janeiro de 2017.

O uso de warfarina foi definido como estar tomando a medicação por pelo menos 6 meses com prescrição médica e ter pelo menos 2 anos desde a primeira prescrição até qualquer diagnóstico8 de câncer3. Se o tratamento com warfarina tivesse iniciado após 1º de janeiro de 2006, cada pessoa contribuía com pessoa-tempo9 no grupo de não-usuário até que os critérios de usuário de warfarina fossem cumpridos.

O principal resultado foi o diagnóstico8 de câncer3 de qualquer tipo durante o período de observação de 7 anos (1º de janeiro de 2006 até 31 de dezembro de 2012).

Das 1.256.725 pessoas na coorte7, 48,3% eram do sexo masculino e 51,7% eram do sexo feminino; 10,6% tinham câncer3; 7,4% foram classificados como usuários de warfarina e 92,6% foram classificados como não usuários. Os usuários de warfarina eram mais velhos, com idade média (DP) de 70,2 (8,2) anos e eram predominantemente homens (61,7%), em comparação com não usuários, que tinham idade média de 63,9 (8,6) anos e eram principalmente mulheres (52,7%).

Entre os usuários de warfarina e em comparação com os não usuários, houve uma taxa de incidência2 (IRR) ajustada para idade e sexo significativamente menor em todos os locais de câncer3 (IRR, 0,84; IC 95%, 0,82-0,86) e em locais específicos de órgãos prevalentes (pulmão10 0,80 [IC 95%, 0,75-0,86], próstata11 0,69 [IC 95%, 0,65-0,72] e mama12 0,90 [IC 95%, 0,82-1,00]).

Não houve efeito significativo observado no câncer3 de cólon13 (IRR 0,99; IC 95% 0,93-1,06). Em uma análise de subgrupos de pacientes com fibrilação atrial ou flutter auricular, a IRR foi menor em todos os locais de câncer3 (IRR 0,62; IC 95% 0,59-0,65) e em locais prevalentes (pulmão10 0,39 [IC 95% 0,33-0,46], próstata11 0,60 [IC 95% 0,55-0,66], mama12 0,72 [IC 95% 0,59-0,87] e cólon13 0,71 [IC 95% 0,63-0,81]).

Saiba mais sobre "Câncer3 de pulmão10", "Câncer3 de próstata11", "Câncer3 de mama12" e "Câncer3 colorretal".

Concluiu-se, com este trabalho, que o uso de warfarina pode ter um amplo potencial anticancerígeno, o que foi estudado em uma grande coorte7 populacional de pessoas com idade superior a 50 anos. Esta descoberta pode ter implicações importantes para a seleção de medicamentos para pacientes14 que necessitem de anticoagulação.

Veja também sobre "Coagulação15 sanguínea" e "Coagulograma".

 

Fonte: The Journal of the American Medical Association (JAMA), publicação online, em 6 de novembro de 2017

 

 

NEWS.MED.BR, 2017. JAMA: warfarin pode contribuir para reduzir a taxa de incidência de câncer?. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1306623/jama-warfarin-pode-contribuir-para-reduzir-a-taxa-de-incidencia-de-cancer.htm>. Acesso em: 18 out. 2019.

Complementos

1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
3 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
4 Neoplasias: Termo que denomina um conjunto de doenças caracterizadas pelo crescimento anormal e em certas situações pela invasão de órgãos à distância (metástases). As neoplasias mais frequentes são as de mama, cólon, pele e pulmões.
5 Tirosina: É um dos aminoácidos polares, sem carga elétrica, que compõem as proteínas, caracterizado pela cadeia lateral curta na qual está presente um anel aromático e um grupamento hidroxila.
6 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
7 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
8 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
9 Pessoa-tempo: O uso de pessoa-tempo em uma análise permite lidar melhor com situações em que há perdas ou em que não se tem como seguir toda a coorte sob risco para observar o evento investigado. Usando pessoa-tempo, o período de seguimento não tem que ser o mesmo para todos os indivíduos estudados. O total de pessoa-tempo de um grupo é igual à soma do tempo de observação de cada indivíduo do grupo.
10 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
11 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
12 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
13 Cólon:
14 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
15 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
Gostou do artigo? Compartilhe!