Gostou do artigo? Compartilhe!

Cientistas bloqueiam, em ratos, genes que permitem a invasão do pulmão pelo câncer de mama. O desafio é fazer o mesmo em outros tipos de tumores

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo publicado na revista Nature relata que pesquisadores do Memorial Sloan-Kettering Cancer1 Center (MSKCC), em Nova York, descobriram quatro genes que atuam em conjunto para que o câncer1 de mama2 se espalhe para os pulmões3. Experiências com ratos mostraram que desativar esses quatro genes reduz a capacidade de o tumor4 mamário se alastrar.

Os quatro genes, conhecidos como EREG, MMP1, MMP2 e COX2, produzem proteínas5 que se combinam e colaboram tanto para a formação de metástases6 (capacidade de o tumor4 invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes), quanto para o crescimento tumoral.

Os pesquisadores concluíram que uma associação de medicamentos (Cetuximab e Celecoxib, aprovados para uso em humanos, e uma medicação experimental chamada GM6001) inibe duas das proteínas5 produzidas por esses genes e reduzem, em ratos, o crescimento e o alastramento de tumores da mama2.

Os cientistas também estão investigando quais genes promovem metástases6 em outras partes do corpo, como o cérebro7 e a medula óssea8, e se genes semelhantes estão envolvidos no alastramento de outros tipos de câncer1, como o de cólon9. Os cientistas pretendem iniciar testes com os medicamentos em humanos.

Fonte: Nature

NEWS.MED.BR, 2007. Cientistas bloqueiam, em ratos, genes que permitem a invasão do pulmão pelo câncer de mama. O desafio é fazer o mesmo em outros tipos de tumores. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/11074/cientistas-bloqueiam-em-ratos-genes-que-permitem-a-invasao-do-pulmao-pelo-cancer-de-mama-o-desafio-e-fazer-o-mesmo-em-outros-tipos-de-tumores.htm>. Acesso em: 25 nov. 2020.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
3 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
4 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
5 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
6 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
7 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
8 Medula Óssea: Tecido mole que preenche as cavidades dos ossos. A medula óssea apresenta-se de dois tipos, amarela e vermelha. A medula amarela é encontrada em cavidades grandes de ossos grandes e consiste em sua grande maioria de células adiposas e umas poucas células sangüíneas primitivas. A medula vermelha é um tecido hematopoiético e é o sítio de produção de eritrócitos e leucócitos granulares. A medula óssea é constituída de um rede, em forma de treliça, de tecido conjuntivo, contendo fibras ramificadas e preenchida por células medulares.
9 Cólon:
Gostou do artigo? Compartilhe!