Gostou do artigo? Compartilhe!

Câncer de útero: obesidade e distribuição de gordura pelo corpo aumentam o risco de câncer endometrial

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Publicado pela Cancer1 Research UK, um estudo revelou que obesidade2, gordura abdominal3 e ganho de peso acelerado em adultos tem relação direta com risco de câncer1 endometrial.

A cintura maior que 86 centímetros (a média das mulheres britânicas) apresenta o dobro de chances de desenvolver câncer1 de útero4 em comparação às mulheres com cintura abaixo de 79 centímetros. A ligação entre obesidade2 e câncer1 se mostrou particularmente forte entre as mulheres que já passaram pela menopausa5, que nunca haviam tomado pílulas contraceptivas e nem passado por terapia hormonal. Outro fator de risco6 relacionado ao câncer1 endometrial é o ganho de mais de 20 quilos a partir dos 20 anos de idade.

O estudo analisou dados de 223 mil mulheres de 10 países da Europa. Concluiu-se que obesidade2, gordura abdominal3 e ganho de peso acelerado em adultos possui relação direta com o risco de câncer1 endometrial. As mulheres obesas (com índice de massa corporal7 acima de 30) têm o dobro do risco de câncer1 se comparadas às mulheres com peso normal (índice entre 19 e 25).

Segundo a Cancer1 Research UK, 5.500 mulheres são diagnosticadas com câncer1 endometrial a cada ano, com cerca de mil mortes anuais pela doença. A incidência8 desse tipo de câncer1 teve um aumento de 19% entre 1993 e 2002.

Fonte: Cancer1 Research UK

NEWS.MED.BR, 2007. Câncer de útero: obesidade e distribuição de gordura pelo corpo aumentam o risco de câncer endometrial. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/10479/cancer-de-utero-obesidade-e-distribuicao-de-gordura-pelo-corpo-aumentam-o-risco-de-cancer-endometrial.htm>. Acesso em: 14 jul. 2020.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 Gordura Abdominal: Tecido gorduroso da região do ABDOME. Dela fazem parte as GORDURAS SUBCUTÂNEAS ABDOMINAL e a INTRA-ABDOMINAL
4 Útero: É o maior órgão do sistema reprodutor feminino. Sua função principal é receber o óvulo fertilizado e dar-lhe todas as condições para o seu desenvolvimento.
5 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
6 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
7 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
8 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!