Gostou do artigo? Compartilhe!

Plasmodium knowlesi: novo transmissor de malária para humanos tem sua forma clínica definida por pesquisadores da Malásia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Plasmodium knowlesi, causador de malária em macacos no sudeste asiático, foi recentemente reconhecido como transmissor de um tipo específico de malária para humanos. Pesquisadores da Malásia estudaram a apresentação clínica deste parasita1 para definição de sua evolução nos homens.

Estudo clínico prospectivo2 e sistemático sobre a apresentação e evolução de doentes com infecção3 aguda pelo Plasmodium knowlesi foi realizado por pesquisadores no Kapit Hospital - Malásia. Dados clínicos e laboratoriais foram coletados de adultos não tratados admitidos neste hospital com a reação de cadeia da polimerase confirmando malária aguda causada por este parasita1. A pesquisa ocorreu entre julho de 2006 e fevereiro de 2008 e foi publicada recentemente no periódico Clinical Infections Diseases.

Participaram do estudo 152 pacientes infectados. Destes, 107 (70%) tinham a infecção3 por P. Knowlesi, 24 (16%) por P. Falciparum e 21 (14%) por Plasmodium vivax. Os pacientes com a infecção3 por P. Knowlesi apresentavam quadro inespecífico de febre4, tinham parasitemia mediana e trombocitopenia5 à admissão. A maioria dos infectados pelo P. Knowlesi (93,5%) apresenta a forma não complicada da malária e responde bem ao tratamento, mas 7 pacientes (6,5%) apresentaram a forma severa da doença. Alterações respiratórias foram as complicações mais comuns. Um dos pacientes morreu, representando um índice de fatalidade de 1,8%.

Concluindo, a maioria dos casos de malária causada por P. Knowlesi responde prontamente ao tratamento medicamentoso. Aproximadamente 1 em cada 10 pacientes desenvolve complicações potencialmente fatais.

Fonte: Clinical Infections Diseases

NEWS.MED.BR, 2009. Plasmodium knowlesi: novo transmissor de malária para humanos tem sua forma clínica definida por pesquisadores da Malásia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/41008/plasmodium-knowlesi-novo-transmissor-de-malaria-para-humanos-tem-sua-forma-clinica-definida-por-pesquisadores-da-malasia.htm>. Acesso em: 15 dez. 2019.

Complementos

1 Parasita: Organismo uni ou multicelular que vive às custas de outro, denominado hospedeiro. A presença de parasitos em um hospedeiro pode produzir diferentes doenças dependendo do tipo de afecção produzida, do estado geral de saúde do hospedeiro, de mecanismos imunológicos envolvidos, etc. São exemplos de parasitas: a sarna, os piolhos, os áscaris (lombrigas), as tênias (solitárias), etc.
2 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
5 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
Gostou do artigo? Compartilhe!