Gostou do artigo? Compartilhe!

Atividades físicas regulares e uma dieta saudável podem retardar o aparecimento de diabetes mellitus tipo 2 em até 14 anos nas pessoas com intolerância à glicose

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo publicado na revista científica The Lancet, em 24 de maio de 2008, relata que a prática regular de atividades físicas e uma dieta saudável podem retardar o aparecimento de diabetes mellitus1 tipo 2 em até 14 anos naquelas pessoas com intolerância à glicose2.

 

No estudo randomizado3 denominado China Da Qing Diabetes4 Prevention Outcome Study, 577 adultos com intolerância à glicose2 foram acompanhados durante seis anos. Eles foram divididos em 4 grupos: um grupo controle que não alterou seu estilo de vida ou em um dos três grupos - dieta saudável, exercícios físicos ou um grupo que recebeu dieta saudável associada à prática regular de atividades físicas.

 

Durante 6 anos, de 1986 a 1992, foram realizadas as intervenções no estilo de vida. Em 2006, os participantes foram estudados para verificar o efeito a longo prazo dessas intervenções.

 

No grupo que mudou a dieta e realizou atividades físicas regulares, houve uma redução de 51% na incidência5 de diabetes mellitus1 tipo 2. No período de seguimento que durou 20 anos, a incidência5 da doença teve uma redução de 43% neste mesmo grupo. No vigésimo ano de seguimento, 80% das pessoas que alteraram a dieta, a prática de atividades físicas ou ambas desenvolveram diabetes4, enquanto 93% das pessoas que estavam no grupo controle apresentavam a doença.

 

No presente estudo, a duração desses benefícios após o período de intervenção ativa não ficou bem estabelecida, assim como a redução do risco para doenças cardiovasculares6 ou mortalidade7.

 

A conclusão da pesquisa, mostra que as alterações no estilo de vida em relação à dieta e à realização de atividades físicas pode prevenir ou retardar o aparecimento de diabetes4 por 14 anos.

 

Fonte: The Lancet

NEWS.MED.BR, 2008. Atividades físicas regulares e uma dieta saudável podem retardar o aparecimento de diabetes mellitus tipo 2 em até 14 anos nas pessoas com intolerância à glicose. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/17570/atividades-fisicas-regulares-e-uma-dieta-saudavel-podem-retardar-o-aparecimento-de-diabetes-mellitus-tipo-2-em-ate-14-anos-nas-pessoas-com-intolerancia-a-glicose.htm>. Acesso em: 31 mar. 2020.

Complementos

1 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
2 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
3 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
6 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!