Gostou do artigo? Compartilhe!

Hospital do Rio de Janeiro realiza primeiro transplante com base no critério de urgência

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Hospital Geral de Bonsucesso (HGB), unidade da rede pública federal do Rio de Janeiro, realizou o primeiro transplante de fígado1 no Estado com base no novo critério de fila de espera, que passou a ser organizada por gravidade.

A cirurgia foi feita na madrugada de segunda-feira, dia 17, às 3h. A paciente beneficiada foi Jorgete Lopes, de 56 anos, que tinha hepatite2 C e um tumor3 no fígado1. Ela passa bem e está internada no Centro de Tratamento Intensivo do HGB.

O novo critério passou a vigorar a partir da última segunda-feira, cumprindo portaria do Ministério da Saúde4 de 26 de maio deste ano, que determina a distribuição de pessoas na fila, em todo o Brasil, a partir da gravidade, em substituição ao modelo por ordem de inscrição vigente deste 1997.

Para a classificação da gravidade, será utilizada a escala Melt (Model for End-Stage Liver Disease), que é calculada a partir de exames laboratoriais e prevê as chances de mortalidade5 do paciente na lista.

Fonte: Ministério da Saúde4 

NEWS.MED.BR, 2006. Hospital do Rio de Janeiro realiza primeiro transplante com base no critério de urgência. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1350/hospital-do-rio-de-janeiro-realiza-primeiro-transplante-com-base-no-criterio-de-urgencia.htm>. Acesso em: 16 out. 2019.

Complementos

1 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
2 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
3 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!