Gostou do artigo? Compartilhe!

OMS lança plano de ação global sobre atividade física e saúde

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O diretor geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesuse, e o primeiro-ministro António Costa, de Portugal, lançam o novo "Plano de ação mundial da OMS sobre atividade física e saúde1 2018-2030: pessoas mais ativas para um mundo mais saudável".

Segundo Tedros, ser ativo é fundamental para a saúde1, mas representa um desafio, pois nossas comunidades não são projetadas para incentivar a prática de atividades físicas. As cidades devem ter a responsabilidade de criar espaços mais saudáveis, dessa forma os objetivos serão alcançados com mais facilidade.

Em todo o mundo, um em cada cinco adultos e quatro em cada cinco adolescentes (11-17 anos) não praticam atividade física suficiente. Meninas, mulheres, idosos, pessoas mais pobres, pessoas com deficiências e doenças crônicas, populações marginalizadas e povos indígenas têm menos oportunidades de serem ativos.

Saiba mais sobre "Atividade física", "Envelhecimento saudável" e "Deficiência física".

A atividade física regular é fundamental para prevenir e tratar doenças não transmissíveis (DNTs), como doenças cardíacas, derrame2, diabetes3 e câncer4 de mama5 e cólon6. As DNTs são responsáveis por 71% de todas as mortes em todo o mundo, incluindo as mortes de 15 milhões de pessoas por ano entre 30 e 70 anos.

O plano de ação mostra como os países podem reduzir a inatividade física em adultos e adolescentes em 15% até 2030. Ele recomenda um conjunto de 20 áreas políticas que, combinadas, visam criar sociedades mais ativas através da melhoria dos ambientes e das oportunidades para pessoas de todas as idades e habilidades fazerem mais caminhadas, ciclismo, esportes, recreação ativa, dança e diversão. Também pede apoio para o treinamento de profissionais de saúde1 e outros profissionais, para consolidação de sistemas de dados confiáveis, bem como para o uso de tecnologias digitais.

Leia sobre "Derrame2 cerebral", "Evitar o diabetes3", "Câncer4 de mama5", "Câncer4 colorretal", "Sedentarismo7" e "Caminhada".

O Dr. Tedros acrescentou que as escolhas que fazemos todos os dias podem nos manter mais saudáveis e que líderes devem ajudar a tornar essas escolhas mais viáveis.

Para apoiar os esforços nacionais e implementar o plano, a OMS está lançando uma campanha para promover a atividade física: "Vamos ser ativos: todos, em todos os lugares, todos os dias". Esta nova campanha, lançada na icônica Cidade do Futebol, da Associação Portuguesa de Futebol, visa encorajar os governos e as autoridades municipais a facilitarem as práticas que tornam as pessoas fisicamente mais ativas e saudáveis.

Em consonância com a iniciativa da OMS de promover a atividade física para vencer as DNTs, Portugal lançou a sua própria campanha nacional de mídia para promover o exercício físico entre a população. "O governo português está altamente comprometido em implementar uma abordagem sistêmica para promover a atividade física e sente-se honrado em receber o lançamento do Plano de Ação Global sobre Atividade Física", disse António Costa.

A inatividade física é mais do que um desafio para a saúde1, ela gera custos financeiros enormes. Globalmente, estima-se que a inatividade física custe US$ 54 bilhões em assistência médica direta, dos quais 57% são incorridos pelo setor público e outros US$ 14 bilhões são atribuíveis à perda de produtividade.

Os líderes mundiais se reunirão ainda este ano para tomar medidas sobre o sedentarismo7, outras causas de DNTs e transtornos mentais, quando participarem da Terceira Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre DNTs, que acontecerá no dia 27 de setembro em Nova York.

Veja também sobre "Musculação para idosos", "Guia de exercícios físicos durante a gravidez8" e "Alimentação saudável".

 

Fonte: World Health ORganization (WHO), em 4 de junho de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. OMS lança plano de ação global sobre atividade física e saúde. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1321163/oms-lanca-plano-de-acao-global-sobre-atividade-fisica-e-saude.htm>. Acesso em: 23 jul. 2018.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
4 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
5 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
6 Cólon:
7 Sedentarismo: Qualidade de quem ou do que é sedentário, ou de quem tem vida e/ou hábitos sedentários. Sedentário é aquele que se exercita pouco, que não se movimenta muito.
8 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
Gostou do artigo? Compartilhe!