Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA: novo medicamento disponível para tratar a hipercalemia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Food and Drug Administration (FDA), dos EUA, aprovou o Veltassa (patiromer para suspensão oral) para tratar a hipercalemia1, uma condição grave em que a quantidade de potássio no sangue2 é demasiadamente elevada e pode causar alterações no ritmo cardíaco.

O excesso de potássio no sangue2 pode levar a mudanças perigosas, até mesmo fatais, no ritmo cardíaco, sendo importante dispor de opções de tratamento para a hipercalemia1, segundo informa Norman Stockbridge, diretor da Division of Cardiovascular and Renal3 Products no FDA’s Center for Drug Evaluation and Research.

O potássio é necessário para que as células4 funcionem adequadamente. Os rins5 removem potássio a partir do sangue2 para manter um equilíbrio apropriado deste mineral no corpo. Quando os rins5 não são capazes de exercer bem esta função, o nível de potássio pode ficar muito alto. A hipercalemia1 ocorre tipicamente em pacientes com doença renal3 aguda ou crônica ou insuficiência cardíaca6, particularmente naqueles que estão fazendo uso de medicamentos que inibem o sistema renina-angiotensina-aldosterona, que regula a pressão arterial7 e o equilíbrio de fluidos no organismo.

Veltassa é um medicamento em pó para ser misturado com água e tomado por via oral. Ele funciona através da ligação de potássio no trato gastrointestinal, diminuindo a sua absorção. Em ensaios clínicos8, Veltassa foi eficaz na redução dos níveis de potássio de participantes hipercalêmicos com doença renal3 crônica em uso de pelo menos uma medicação que inibe o sistema renina-angiotensina-aldosterona.

Em ensaios clínicos8, as reações adversas mais comuns foram obstipação9, diminuição dos níveis de magnésio no sangue2 (hipomagnesemia), diarreia10, náuseas11, desconforto abdominal e flatulência. Veltassa não deve ser utilizado como um tratamento de emergência12 para hipercalemia1 com risco de vida devido ao seu atraso no início da ação.

A bula vem com um alerta, pois o novo medicamento se liga a muitas outras drogas administradas por via oral, o que poderia diminuir a absorção delas e reduzir seus efeitos. Recomenda-se fazer um intervalo de seis horas entre a ingestão de Veltassa e qualquer outro medicamento usado por via oral.

Veltassa é fabricado pela Relypsa Inc., Redwood City, Califórnia.

Fonte: FDA News Release, de 21 de outubro de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. FDA: novo medicamento disponível para tratar a hipercalemia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/808529/fda-novo-medicamento-disponivel-para-tratar-a-hipercalemia.htm>. Acesso em: 6 dez. 2019.

Complementos

1 Hipercalemia: É a concentração de potássio sérico maior que 5.5 mmol/L (mEq/L). Uma concentração acima de 6.5 mmol/L (mEq/L) é considerada crítica.
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
4 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
5 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
6 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
7 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
8 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
9 Obstipação: Prisão de ventre ou constipação rebelde.
10 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
11 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
12 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
Gostou do artigo? Compartilhe!