Atalho: 6WE6YWJ
Gostou do artigo? Compartilhe!

Enxaqueca: primeiro patch aprovado pelo FDA para tratar as crises de enxaqueca

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Em janeiro de 2013, o FDA aprovou um medicamento para tratar as crises agudas de enxaqueca1 que é largamente utilizado, o sumatriptano, da marca Imitrex. Agora o medicamento está sendo liberado para uso através de um mecanismo novo de administração, um sistema transdérmico, sob a forma de um adesivo (patch) que pode ser enrolado em torno da parte superior do braço de um paciente ou na coxa2. A administração transdérmica de um medicamento é a sua absorção através da pele3. Embora os consumidores já estejam familiarizados com o uso de patch em medicamentos que ajudam a parar de fumar, este é o primeiro patch aprovado pelo FDA para o tratamento de enxaquecas4.

Com o nome de Zecuity, o patch é movido a bateria e fabricado pela empresa farmacêutica NuPathe. Mede cerca de vinte centímetros de comprimento e dez centímetros de largura, envolve o braço ou a coxa2 e é muito parecido com uma bandagem. Ele utiliza uma corrente elétrica para deslocar a medicação através da pele3 ao longo de quatro horas. Uma pequena bateria e um chip de computador regulam a carga para garantir que o paciente receba a dose correta.

O sistema transdérmico fornece uma alternativa aos comprimidos, sprays nasais e injeções. Muitos pacientes que sofrem de enxaqueca1 sentem uma dor debilitante, às vezes tão aguda, que eles não conseguem engolir um comprimido. Outros não gostam do sabor desagradável que o spray nasal pode deixar na boca5 ou se sentem desconfortáveis com o fato de terem que tomar uma injeção6.

Os principais efeitos colaterais7 do patch são: cerca de 25% dos participantes do estudo clínico com a medicação queixaram-se de uma sensação dolorosa e vermelhidão no local da aplicação do adesivo.

Segundo Eric Bastings, neurologista8 e diretor adjunto da Divisão de Neurologia do Food and Drug Administration (FDA), existem dois tipos básicos de medicamentos para enxaqueca1: medicamentos abortivos (também chamados de medicamentos agudos), que tratam a enxaqueca1 depois que a crise começou e medicamentos de prevenção, que ajudam a manter a pessoa livre das crises agudas de dor.

Fonte: FDA

NEWS.MED.BR, 2013. Enxaqueca: primeiro patch aprovado pelo FDA para tratar as crises de enxaqueca. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/344679/enxaqueca-primeiro-patch-aprovado-pelo-fda-para-tratar-as-crises-de-enxaqueca.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Enxaqueca: Sinônimo de migrânea. É a cefaléia cuja prevalência varia de 10 a 20% da população. Ocorre principalmente em mulheres com uma proporção homem:mulher de 1:2-3. As razões para esta preponderância feminina ainda não estão bem entendidas, mas suspeita-se de alguma relação com o hormônio feminino. Resulta da pressão exercida por vasos sangüíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. O tratamento da enxaqueca envolve normalmente drogas vaso-constritoras para aliviar esta pressão. No entanto, esta medicamentação pode causar efeitos secundários no sistema circulatório e é desaconselhada a pessoas com problemas cardiológicos.
2 Coxa: É a região situada abaixo da virilha e acima do joelho, onde está localizado o maior osso do corpo humano, o fêmur.
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
4 Enxaquecas: Sinônimo de migrânea. É a cefaléia cuja prevalência varia de 10 a 20% da população. Ocorre principalmente em mulheres com uma proporção homem:mulher de 1:2-3. As razões para esta preponderância feminina ainda não estão bem entendidas, mas suspeita-se de alguma relação com o hormônio feminino. Resulta da pressão exercida por vasos sangüíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. O tratamento da enxaqueca envolve normalmente drogas vaso-constritoras para aliviar esta pressão. No entanto, esta medicamentação pode causar efeitos secundários no sistema circulatório e é desaconselhada a pessoas com problemas cardiológicos.
5 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
6 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
7 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
8 Neurologista: Médico especializado em problemas do sistema nervoso.
Gostou do artigo? Compartilhe!