Atalho: 6361AM9
Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA: citalopram em dose maior que 40 mg ao dia pode estar associado a arritmias cardíacas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O U.S. Food and Drug Administration (FDA) está informando aos profissionais de saúde1 e pacientes sobre mudanças na atividade elétrica do coração2 quando o citalopram é usado em doses maiores do que 40 mg ao dia. Os estudos não demonstraram benefícios no tratamento da depressão quando doses maiores que 40 mg ao dia são usadas.

A orientação prévia era de que alguns pacientes precisam de uma dose de 60 mg ao dia para controlar seus sintomas3. Mas mudanças na atividade elétrica do coração2 (prolongamento do intervalo QT no ECG) podem levar a um ritmo cardíaco anormal, incluindo Torsade de Pointes, a qual pode ser fatal.

O citalopram é um antidepressivo da classe dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina (IRSS). Está disponível em comprimidos de 10 mg, 20 mg ou 40 mg e também em solução oral (10 mg/5 ml).

A bula será revisada para incluir a nova posologia e alertar sobre o potencial de prolongamento do intervalo QT e de desenvolver Torsade de Pointes. A medicação não deve ser usada em pacientes com a síndrome4 do QT longo. E aqueles com insuficiência cardíaca congestiva5, bradiarritmias, predisposição à hipopotassemia6 ou à hipomagnessemia estão em maior risco de desenvolver Torsade de Pointes.

Os pacientes não devem parar de tomar o medicamento ou diminuir a dose sem consultar o seu médico, pois isto pode causar efeitos adversos não desejáveis. Procure imediatamente auxílio médico se você sentir alterações do ritmo cardíaco, falta de ar, tonturas7, desmaios quando em uso de citalopram.

A dose diária máxima recomendada para pacientes8 com insuficiência hepática9 é de 20 mg de citalopram. Aqueles com mais de 60 anos de idade, que metabolizam de maneira pobre o CYP 2C19 e os que estão em uso de cimetidina, podem ter os níveis sanguíneos de citalopram aumentados por estas condições e correm maior risco de prolongamento do intervalo QT e de Torsade de Pointes. Não há necessidade de ajuste de doses na insuficiência renal10 leve ou moderada.

Fonte: FDA

 

NEWS.MED.BR, 2011. FDA: citalopram em dose maior que 40 mg ao dia pode estar associado a arritmias cardíacas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/232685/fda-citalopram-em-dose-maior-que-40-mg-ao-dia-pode-estar-associado-a-arritmias-cardiacas.htm>. Acesso em: 17 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
5 Insuficiência Cardíaca Congestiva: É uma incapacidade do coração para efetuar as suas funções de forma adequada como conseqüência de enfermidades do próprio coração ou de outros órgãos. O músculo cardíaco vai diminuindo sua força para bombear o sangue para todo o organismo.
6 Hipopotassemia: Concentração sérica de potássio inferior a 3,5 mEq/l. Pode ocorrer por alterações na distribuição de potássio (desvio do compartimento extracelular para intracelular) ou de reduções efetivas no conteúdo corporal de potássio por uma menor ingesta ou por perda aumentada. Fraqueza muscular e arritimias cardíacas são os sinais e sintomas mais comuns, podendo haver também poliúria, polidipsia e constipação. Pode ainda ser assintomática.
7 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
8 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
9 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
10 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
Gostou do artigo? Compartilhe!