Atalho: 5GH42P3
Gostou do artigo? Compartilhe!

Novos medicamentos no mercado farmacêutico: conheça as novidades

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Clariskin: hidroquinona 2% da Kley Laboratórios

Clareia manchas de três tipos básicos: sardas, melanose solar ou senil e melasma1 ou cloasma2, que ocorre na face3, na maioria das vezes em mulheres com mais de 25 anos, após a gravidez4 ou terapia hormonal. Apresentações em gel para pele5 normal ou oleosa, e creme para pele5 seca. Não deve ser usado durante a gravidez4.

Allexofedrin D: antialérgico e descongestionante da EMS

 

Composto de cloridrato de fexofenadina (antihistamínico que não provoca sono) e de cloridrato de pseudoefedrina (descongestionante da mucosa6 nasal que alivia os sintomas7 da rinite8 alérgica). É comercializado em caixas com 10 comprimidos duplamente revestidos.

Linha Aqua Lent Multiação Plus para lentes de contato da Solótica

 

A Solótica lançou duas novas linhas de limpeza e conservação de lentes de contato.

A Linha Aqua Lent Multiação Plus lubrifica, desinfeta, enxágüa, conserva, remove proteínas9 e limpa profundamente as lentes de contato. É indicada para todos os tipos de LC gelatinosas, inclusive as descartáveis, e vem em frascos convencionais de 120 ou 35ml, ideal para levar no bolso. Todos os produtos da linha têm em sua composição o hidroxipropilmetilcelulose (HPMC) que confere conforto pela eficácia lubrificante.

Já o Aqua Lent Refrescante é uma solução umidificante e lubrificante a base de carboximetilcelulose sódica (CMC), que proporciona conforto similar à maioria das lágrimas artificiais.

Novos viscoelásticos: Rayvisc 3% Dispersivo e Visco Supreme 1,8% Coesivo da Adapt

 

A Adapt acaba de lançar dois novos viscoelásticos à base de hialuronato de sódio. 

O Rayvisc 3% Dispersivo com 0,85 ml é uma solução estéril não-pirogênica de hialuronato altamente purificado. Vem em seringas de vidro descartáveis, de uso único, com encaixe Luer-Lok. 

O Visco Supreme 1,8% Coesivo com 1,0 ml é um viscoelástico de alto peso molecular, estéril, não-pirogênico, composto pelo biopolímero do sal de sódio do ácido hialurônico. Apresenta-se em seringas estéreis, de uso único, com 1,0 ml de volume.

Pariet: rabeprazol sódico da Janssen-Cilag

 

Pertence à classe de medicamentos conhecidos como inibidores da bomba de prótons (IBPs) que bloqueiam a via final da produção de ácido no estômago10. Ligam-se fortemente à enzima11 H/K - ATPase (ou bomba de prótons) na superfície da célula12 parietal gástrica.

É indicado para: tratamento de úlcera duodenal13 ativa, úlcera gástrica14 benigna ativa e doença do refluxo gastroesofágico15 sintomática16, erosiva ou ulcerativa; tratamento de manutenção da doença do refluxo gastroesofágico15, associado a antibacterianos apropriados para a erradicação do H.pylori em pacientes com doença ulcerosa péptica ou gastrite17 crônica; tratamento de cicatrização e prevenção da recidiva18 de úlceras19 pépticas em pacientes com úlceras19 associadas ao H.pylori.

Um estudo comparativo mostrou que Pariet foi o mais potente dos IBPs quando comparado ao lansoprazol, pantoprazol, omeprazol mups e meprazol, promovendo elevação do pH intragástico por período de tempo mais longo que o lansoprazol, pantoprazol e omeprazol, além de manter o pH intragástrico acima de 4 por um período mais longo.

Comercializado em caixas com comprimidos revestidos de 10 mg (cor-de-rosa) e de 20 mg (amarelo), deve ser ingerido uma vez ao dia, de preferência antes do café da manhã. O comprimido deve ser engolido inteiro e não deve ser mastigado nem triturado. Em geral, Pariet é bem tolerado. As principais reações adversas são diarréia20 e dor de cabeça21 que, geralmente, desaparecem espontaneamente. Algumas vezes, dor abdominal, gases, fraqueza ou boca22 seca podem ocorrer.

Pariet pode alterar o efeito de certos medicamentos como o cetoconazol, um medicamento para infecções23 fúngicas24, e a digoxina, usada no tratamento de certas doenças cardíacas.

Maxifen: ibuprofeno da Janssen-Cilag

 

Indicado para dor e febre25, com posologia cômoda de 1 a 2 gotas/kg/dose, o ibuprofeno da Janssen-Cilag tem efeito prolongado de até 8 horas. Deve ser usado em crianças com mais de 6 meses de idade.

Cepacol Cool Ice da Sanofi-Aventis

 

Cepacol® Cool Ice chega às farmácias e supermercados de todo o País na segunda semana de fevereiro. Embalado em um moderno frasco frozen - que parece recém saído da geladeira - a solução anti-séptica bucal é transparente, com sabor mais leve e refrescante, deixa na boca22 uma sensação de limpeza, frescor e um hálito agradável. Cepacol® ajuda a combater os germes causadores das cáries26 e da placa27 bacteriana. Deve ser usado após a escovação ou sempre que necessário. Bochechos diários auxiliam na redução da placa27 bacteriana e na prevenção de problemas periodontais28.

NEWS.MED.BR, 2007. Novos medicamentos no mercado farmacêutico: conheça as novidades. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/10477/novos-medicamentos-no-mercado-farmaceutico-conheca-as-novidades.htm>. Acesso em: 13 nov. 2019.

Complementos

1 Melasma: Manchas escuras na face. O seu surgimento está relacionado à gravidez ou ao uso de anticoncepcionais hormonais (pílula) e tem como fator desencadeante a exposição da pele ao sol. Quando estas manchas ocorrem durante a gravidez, recebem a denominação de cloasma gravídico. Além dos fatores hormonais e da exposição solar, a tendência genética e características raciais também influenciam o surgimento do melasma.
2 Cloasma: Manchas escuras na face. O seu surgimento está relacionado à gravidez. Além dos fatores hormonais e da exposição solar, a tendência genética e características raciais também influenciam o seu surgimento. O cloasma gravídico pode desaparecer espontaneamente após a gravidez, não exigindo, às vezes, nenhum tipo de tratamento.
3 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
9 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
10 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
11 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
12 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
13 Úlcera duodenal: Lesão na mucosa do duodeno – parte inicial do intestino delgado.
14 Úlcera gástrica: Lesão na mucosa do estômago. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100 % dos casos.
15 Refluxo gastroesofágico: Presença de conteúdo ácido proveniente do estômago na luz esofágica. Como o dito órgão não está adaptado fisiologicamente para suportar a acidez do suco gástrico, pode ser produzida inflamação de sua mucosa (esofagite).
16 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
17 Gastrite: Inflamação aguda ou crônica da mucosa do estômago. Manifesta-se por dor na região superior do abdome, acidez, ardor, náuseas, vômitos, etc. Pode ser produzida por infecções, consumo de medicamentos (aspirina), estresse, etc.
18 Recidiva: 1. Em medicina, é o reaparecimento de uma doença ou de um sintoma, após período de cura mais ou menos longo; recorrência. 2. Em direito penal, significa recaída na mesma falta, no mesmo crime; reincidência.
19 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
20 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
21 Cabeça:
22 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
23 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
24 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
25 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
26 Cáries: Destruição do esmalte dental produzida pela proliferação de bactérias na cavidade oral.
27 Placa: 1. Lesão achatada, semelhante à pápula, mas com diâmetro superior a um centímetro. 2. Folha de material resistente (metal, vidro, plástico etc.), mais ou menos espessa. 3. Objeto com formato de tabuleta, geralmente de bronze, mármore ou granito, com inscrição comemorativa ou indicativa. 4. Chapa que serve de suporte a um aparelho de iluminação que se fixa em uma superfície vertical ou sobre uma peça de mobiliário, etc. 5. Placa de metal que, colocada na dianteira e na traseira de um veículo automotor, registra o número de licenciamento do veículo. 6. Chapa que, emitida pela administração pública, representa sinal oficial de concessão de certas licenças e autorizações. 7. Lâmina metálica, polida, usualmente como forma em processos de gravura. 8. Área ou zona que difere do resto de uma superfície, ordinariamente pela cor. 9. Mancha mais ou menos espessa na pele, como resultado de doença, escoriação, etc. 10. Em anatomia geral, estrutura ou órgão chato e em forma de placa, como uma escama ou lamela. 11. Em informática, suporte plano, retangular, de fibra de vidro, em que se gravam chips e outros componentes eletrônicos do computador. 12. Em odontologia, camada aderente de bactérias que se forma nos dentes.
28 Periodontais: Relativo ao ou próprio do tecido em torno dos dentes, o periodonto. O periodonto é o tecido conjuntivo que fixa o dente no alvéolo.
Gostou do artigo? Compartilhe!