Gostou do artigo? Compartilhe!

Prevenção do parto prematuro: teste de saliva pode identificar risco de nascimento prematuro, segundo artigo do BJOG

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A progesterona é um hormônio1 esteróide produzido, a partir da puberdade, pelo corpo lúteo e pela placenta durante a gestação. É um hormônio1 essencial na manutenção da gravidez2.

Cientistas da University College London e do King’s College London coletaram amostras de saliva de 92 gestantes. Todas as mulheres que participaram do estudo tinham risco aumentado de parto prematuro (elas foram selecionadas por apresentarem pelo menos um fator de risco3 para parto prematuro como história prévia deste evento, abortamento4 tardio, etc). Amostras de saliva foram coletadas e analisadas semanalmente desde a 24ª semana de gestação até 34 semanas ou até o nascimento do bebê (o que aconteceu primeiro). As mulheres foram divididas em 3 grupos: nascimento antes de 34 semanas, nascimento entre 34-37 semanas e nascimento a termo (após 37 semanas).

Os resultados mostraram que a concentração de progesterona na saliva de mulheres que entram em trabalho de parto espontâneo antes de 34 semanas de gestação é significativamente mais baixa do que naquelas com partos a termo, ou seja, após 37 semanas, e que essa diminuição nos níveis de progesterona acontecem a partir de 24 semanas.

A progesterona é conhecida por seus efeitos anti-inflamatórios. Baixos níveis deste hormônio1 no organismo materno pode contribuir para infecções5 bacterianas, uma causa reconhecida de parto prematuro. Baseados nesses achados, os pesquisadores acreditam que a progesterona na saliva pode ser útil como preditora de trabalho de parto prematuro. Isto pode ajudar na decisão sobre o uso de medicamentos para desenvolver o pulmão6 de futuros recém-nascidos pré-termos ainda dentro do útero7.

Estudos envolvendo maior número de pacientes são ainda necessários para validar estes achados preliminares.

Fonte: BJOG - An International Journal of Obstetrics and Gynaecology

 

NEWS.MED.BR, 2009. Prevenção do parto prematuro: teste de saliva pode identificar risco de nascimento prematuro, segundo artigo do BJOG. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/37893/prevencao-do-parto-prematuro-teste-de-saliva-pode-identificar-risco-de-nascimento-prematuro-segundo-artigo-do-bjog.htm>. Acesso em: 9 ago. 2020.

Complementos

1 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
4 Abortamento: Interrupção precoce da gravidez, espontânea ou induzida, seguida pela expulsão do produto gestacional pelo canal vaginal (Aborto). Pode ser precedido por perdas sangüíneas através da vagina.
5 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
6 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
7 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
Gostou do artigo? Compartilhe!